Criança

22/11/2014 10:02 - Atualizado em 25/11/2016 10:16

Campanha Novembro Dourado alerta sobre câncer infantojuvenil

Campanha Novembro Dourado mostra que diagnóstico precoce da doença é essencial para tratamento.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Este domingo, dia 23 de novembro, marca uma importante luta contra uma das doenças que mais mata crianças e adolescentes no Brasil. A data foi instituída em 2008 como o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil. Mas a mobilização da sociedade teve início no começo do mês quando foi lançada a campanha Novembro Dourado, que visa a estimular o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil, representado pela cor amarelo dourado.

A campanha Novembro Dourado foi criada pela Confederação Nacional de Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc). Por meio das entidades associadas e da sociedade como um todo, a proposta é alertar a população para os sinais, sintomas e detecção precoce do câncer infantojuvenil.

Ações de prevenção marcam a campanha Novembro Dourado

A campanha Novembro Dourado também tem como proposta o estímulo a ações educativas e preventivas como forma de sensibilizar as comunidades para a causa da doença. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) estimam que até o final de 2014, sejam registrados, no País, cerca de 11.840 novos casos de câncer em crianças e adolescentes.

cancer-infantojuvenil

Atualmente, dentre as maiores dificuldades e desafios dos profissionais que trabalham com o câncer infantojuvenil é a possibilidade de reconhecer os sintomas e sinais da doença, que são muito parecidos com os de outras doenças comuns na infância e adolescência.

Por isso, a campanha Novembro Dourado deve atingir, além dos profissionais da saúde, os pais, familiares e professores. Com isso, cria-se uma rede de conscientização o mais ampla possível em torno da questão do diagnóstico da doença. Estatísticas mostram que 80% dos casos de câncer infantojuvenil quando detectados precocemente, são curados.

Campanha Novembro Dourado alerta para sintomas

Alguns sintomas, que podem ser de qualquer enfermidade, exigem ainda mais atenção. Caroços no corpo, palidez, cansaço sem explicação, dores na cabeça e na barriga durante muito tempo, manchas roxas na pele sem motivo algum, são sintomas bastante genéricos que, num primeiro momento, podem estar relacionados a qualquer doença.

Outros sintomas que devem ser observados e investigados: vômitos; febre prolongada sem infecção; mancha branca nos olhos; perda súbita de visão; estrabismo; protusão do globo ocular; aumento de volume do abdome e pelve, cabeça e pescoço, membros, testículos e glândulas.

A perda de peso sem explicação, sangramentos e dores nos ossos ou articulações que impeçam a criança de brincar também devem ser observadas pelos pais. Já os sinais neurológicos que devem ser analisados são o desequilíbrio; alteração da marcha e da fala e perda de habilidades.

No entanto, estes sintomas pedem urgência na procura por um pediatra. Outro ponto bastante destacado pelos médicos durante a campanha Novembro Dourado é a atenção que a família deve dar à periodicidade das consultas. Muitos pais acreditam que, se a criança não apresenta nenhum sintoma ou queixa, não há necessidade de levá-la ao médico. Mas, pelo menos uma vez por ano, independente de reclamações ou queixas, a criança deve ser levada ao pediatra para uma revisão.

Gosta das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
câncer infantojuvenil
saúde
campanha

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ