Criança

15/12/2014 01:22 - Atualizado em 03/12/2016 10:32

Bicho de pé na criança: Veja como tratar

Retirar o bicho de pé da criança em casa pode piorar o problema.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O bicho de pé é uma doença bem comum no verão, especialmente em crianças. Isso porque os pequenos costumam andar descalços nessa época não apenas em casa, mas também em piscinas e na areia da praia.

Nessa situação, a pulga, chamada de tunga penetrans, tem mais facilidade de penetrar na pele, atingindo os dedos, as unhas e a planta do pé. Depois de entrar no corpo, o bicho de pé se alimenta do sangue da criança e pode até se proliferar, botando ovos na corrente sanguínea, o que causa o inchaço na região afetada.

Sintomas do bicho de pé

O bicho de pé causa dores, coceira e ulceração na região em que a pulga fica alojada. O principal sinal é o aparecimento de uma mancha escura nos dedos ou nas unhas. As dores e o incômodo podem dificultar bastante a locomoção das crianças, que podem ter dificuldade até para calçar sapatos fechados.

bicho-de-pe

Tratamento para bicho de pé

Mesmo com pouco conhecimento sobre a doença, a contaminação pela pulga é fácil de ser identificada pelos pais, ainda em casa. Basta observar os sintomas, que são bem característicos. No entanto, para confirmar e tratar o bicho de pé, é necessário que se procure um dermatologista, que vai indicar o tratamento necessário.

Uma vez confirmado o diagnóstico, o próximo passo é retirar o bicho de pé. Isso se faz a partir de um procedimento simples que geralmente o profissional realiza com a ajuda de pinças ou agulhas. Como esses objetos oferecem risco de infecção por alguma bactéria, devem ser esterilizados.

Por isso, por mais simples que possa parecer, não é indicado que os pais tentem retirar a pulga em casa. Além de infecções, pode acontecer que a pulga tenha alguns ovos em seu interior e, se mal retirada, deixe-os dentro da pele agravando o problema.

A remoção do invasor deve ser feita imediatamente após a identificação da sua presença, pois a demora pode causar diversos problemas à região em que ela se encontra, como a queda das unhas até o surgimento de infecção nos dedos.

Na maioria dos casos, o processo de retirada da pulga não causa dor nem sangramento e resolve o problema na hora, sem complicações.

Se o bicho de pé ficar por muito tempo dentro do corpo e causar algum outro problema para a criança, o especialista poderá indicar algum medicamento, geralmente uma pomada para uso tópico ou antibiótico via oral, para ser utilizado durante sete dias no processo de eliminação dos ovos da pulga.

Gosta das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
pés
crianças
verão
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ