Criança

08/04/2016 05:00 - Atualizado em 05/12/2016 01:23

Bebês não devem dormir de bruços: Entenda por quê

Cochilo nessa posição pode causar problemas de saúde e até morte súbita.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A simples maneira como o seu bebê dorme pode ser preponderante para o aparecimento de doenças e complicações de saúde. A posição de bruços, por exemplo, é uma das principais causas da Síndrome da Morte Súbita do Lactente (SMSL).

A doença, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), acomete bebês aparentemente saudáveis, entre um mês e 1 ano de vida, Ela só é confirmada após análise da história clínica, e por exclusão de outras prováveis causas, por meio de cuidadoso exame pós-óbito.

Nos Estados Unidos, por exemplo, cerca de 4 mil bebês morrem a cada ano sem uma causa aparente. Felizmente, uma pesquisa realizada no país apontou que, entre 1983 e 2012, a taxa de mortalidade infantil por SMSL diminuiu 71,3%. O Brasil não tem estatísticas oficiais sobre a síndrome. Conheça um pouco mais sobre essa doença e veja como seu filho deve dormir à noite.

bebê dorme de bruços

Dormir de bruços? Não!

Segundo a professora de Neurologia Magda Lahorgue Nunes, da Faculdade de Medicina da PUCRS, mães e pais podem evitar que seus filhos entrem na zona de risco da doença. Basta praticar hábitos de sono saudáveis.

“O bebê deve dormir até os seis meses de barriga para cima, em colchão firme, em berço próprio e com os pés encostados na parte inferior do berço. Ele deve usar uma fina camada de cobertas e o lençol deve ser posicionado embaixo das axilas para que o lactente não escorregue para baixo dele”, orienta.

Além de dormir de bruços, outra posição que deve ser evitada é a de lado. Apesar de o hábito estar enraizado na cultura brasileira, por se acreditar que facilitaria o vômito, deitar dessa maneira oferece os mesmo riscos que ficar de bruços.

Ao contrário do que se imagina, dormir de barriga para cima não favorece o engasgo e ainda pode servir de alerta para eventuais problemas, conforme explica a também médica da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

“Se o bebê está de barriga para cima e vomita, a tendência é tossir e, com isso, chamar a atenção dos pais”, completa Magda.

Por esses e outros motivos, é aconselhável que, nos primeiros meses de vida, o bebê durma no berço ou em um carrinho no quarto dos pais. Assim, fica mais fácil ouvir os sons que ele emite, o que seria quase impossível de se observar à distância.

Outros cuidados com a SMSL

Além de dormir de barriga para cima, outras medidas preventivas podem diminuir as chances do seu filho ser vítima de uma morte súbita. Confira outros três cuidados sugeridos pela médica Magda Lahorgue Nunes:

- O bebê deve dormir em berço próprio, com colchão firme e com o pé encostado no fundo

- O lençol deve ser posicionado debaixo das axilas para que o lactente não escorregue para baixo dele

- Deve-se eliminar o cigarro durante a gestação e no ambiente domiciliar durante o primeiro ano de vida da criança.

Tirou suas dúvidas? Então aproveite para compartilhar o artigo com outros pais e mães! E não se esqueça de conferir as novidades de saúde e bem-estar do Vivo Mais Saudável.

TAGS
morte súbita
SMSL
recém-nascido
sono

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ