Criança

06/06/2015 12:34 - Atualizado em 04/12/2016 01:35

Atraso na fala pode indicar distúrbio neurológico

Pais devem prestar atenção a quem não consegue se comunicar corretamente.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Seu filho apresenta atraso na fala? Se ele tem menos de 2 anos de idade, fique calmo. Até essa faixa etária, crianças ainda estão desenvolvendo a linguagem. A preocupação deve surgir após esse período, quando não falar pode indicar problemas mais sérios, como distúrbios neurológicos, a exemplo do déficit de atenção e do autismo.

O atraso na fala pode ter origens diversas, como dificuldade de audição, atraso no desenvolvimento cognitivo, prematuridade ou mesmo falta de estímulos. Em alguns casos específicos, também, pode ser apenas timidez, quando a criança é capaz de se comunicar em alguns ambientes e, em outros, sente-se retraída.

Idade certa para falar

Uma pesquisa feita pela University of Western Australia, na Austrália, constatou que os pequenos de até 2 anos com atraso na fala não correm riscos de problemas emocionais ou de comportamento. Cerca de 1,4 mil crianças que demoraram a falar participaram do estudo. Uma em cada dez apresentou atraso, mas nenhum dano psíquico, orgânico ou de desenvolvimento.

atraso na fala

Os cientistas acompanharam as crianças até a adolescência e descobriram que a demora em falar até os 2 anos não compromete a saúde mental dos pequenos. Eles podem falar centenas de palavras, com inúmeras variações, ou apenas dizer coisas isoladas, em pequenas frases. O perigo ocorre quando a interação e comunicação social não acontecem.

Os pais devem ficar atentos caso a criança não fale, não brinque e não olhe nos olhos da pessoa com quem está interagindo. O atraso na fala pode vir acompanhado de lentidão nas atividades de coordenação motora fina e de redução dos níveis de atenção, acarretando dificuldades de comportamento e controle de emoções. Nesses casos, é fundamental buscar um especialista.

Para estimular a fala das crianças, os pais podem apontar para objetos e solicitar respostas, incentivar por meio de jogos lúdicos, contar histórias e manter o diálogo sempre.

O que o atraso na fala indica?

O atraso na fala é sempre preocupante, mesmo que seja considerado normal em função da faixa etária. Existem alguns sinais específicos que podem chamar a atenção dos pais para problemas de linguagem. Por exemplo, quando a criança não consegue pronunciar consoantes e vogais até os 8 meses ou apontar objetos até o primeiro ano de vida.

Não dizer nenhuma palavra até os 16 meses também merece alerta, principalmente se não houver formas claras de expressão ou construção de pequenas frases. Até os 3 anos, a linguagem infantil deve ser compreensível, mesmo que o pequeno apresente dificuldade de pronúncia.

Os pais também devem prestar atenção às formas pelas quais os filhos se expressam. Se perceberem que o pequeno encontra dificuldade para se comunicar, exames de audição, cognição, desenvolvimento motor e linguagem e capacidade de integração são necessários. Os psicopedagogos podem detectar os sinais e recomendar outros profissionais para o tratamento.

Um problema mais sério, cujos sintomas incluem a fala atrasada, é a Perturbação Específica do Desenvolvimento da Linguagem (PEDL), que tem causas geralmente genéticas. Nessa situação, podem ocorrer lesões no modo de funcionamento dos circuitos cerebrais relacionados ao campo comunicativo.

Doenças metabólicas e tumores no sistema nervoso central também se manifestam por meio do atraso para falar, bem como síndromes epiléticas e quadros de autismo.

Que brincadeiras você realiza com o seu filho? Deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
desenvolvimento
linguagem
cognição
comunicação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ