Criança

21/07/2014 05:00 - Atualizado em 06/12/2016 10:25

Assistir televisão demais pode fazer mal para o seu filho

Assistir televisão por muitas horas diárias está associado a obesidade e sedentarismo na infância.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A evolução tecnológica pela qual o mundo passou nas últimas décadas foi tão intensa, que ainda não conseguimos mensurar bem os efeitos que essas alterações de rotina têm na nossa saúde. Mas muitos especialistas sugerem que assistir televisão durante um número exagerado de horas todos os dias pode trazer prejuízos às crianças.

Assistir televisão demais faz mal?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Muitos pais aproveitam o aparelho como “babá eletrônica”, ou seja, deixam o seu filho em frente à TV para, assim, terem mais tempo para as suas obrigações. Esse hábito pode ser nocivo por uma série de motivos.

Veja alguns dos possíveis prejuízos trazidos pelo costume de assistir televisão demais:

Déficit de atenção

Assistir televisão em demasia pode prejudicar a atenção das crianças. Quanto mais tempo elas passam em frente ao aparelho, maior a chance de desenvolver, com o passar dos anos, déficit de atenção. Já foram realizados uma série de estudos conclusivos a respeito.

Amparada neles, a Academia Americana de Pediatria já recomendou que crianças com menos de 2 anos de idade não assistam televisão, caso contrário aumentam as chances de desenvolver impulsividade, impaciência, falta de concentração e confusão mental.

Insônia

Pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard acompanharam quase 2 mil crianças entre seis meses e 8 anos de idade e encontraram uma pequena, embora consistente, associação entre o aumento de horas em frente à televisão e diminuição de horas de sono. O problema se agrava quando a criança possui um aparelho de TV dentro do seu quarto.

Assistir televisão demais incita à violência?

Esse é um tema polêmico e controverso. A quantidade de cenas de violência presente em filmes e outros programas de TV exibidos nos mais diversos horários suscita uma interessante discussão a respeito da banalização da violência.

É difícil precisar qual a parcela de influência que essa exposição a imagens desse tipo tem em crianças com comportamento violento, mas também há estudos que sugerem essa relação. Estima-se que um americano, ao chegar aos 18 anos de idade, tenha assistido a pelo menos 16 mil cenas de assassinatos na televisão, em média.

Obesidade

Estudos internacionais de diversas fontes, conduzidos acompanhando pessoas por até 30 anos, mostram que quanto mais a pessoa assistir televisão quando criança, maior a probabilidade de ela se tornar um adulto obeso. Algumas das pesquisas apontam que, por outro lado, quando há diminuição da exposição à TV, o peso da pessoa também tende a diminuir.

Álcool e cigarro

Muita gente pensa que a maior influência para um jovem menor de idade começar a fumar ou beber bebidas alcoólicas são suas amizades e pais. Mas há estudos conclusivos que apontam que, na realidade, as principais causas de precocidade no consumo a esses produtos são filmes e programas de TV. É normal topar com personagens carismáticos que aparecem o tempo todo bebendo e fumando.

Sexo

Por fim, a Associação Americana de Pediatria divulgou há alguns anos resultados de um estudo que demonstram que para cada hora diária média de televisão assistida por crianças de 6 a 8 anos, as chances de a pessoa ter relações sexuais precoces aumenta 33%. Essas estatísticas também estão ligadas a um aumento na gravidez na adolescência.

E aí, gostou do texto ? Então deixe seu comentário e compartilhe sua experiência!

TAGS
televisão
crianças

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ