Criança

03/11/2015 11:32 - Atualizado em 31/10/2016 05:26

Água contaminada causa giardíase: Proteja seu filho

O problema pode levar a sérias complicações intestinais nas crianças, exigindo alguns cuidados de prevenção.

POR

Redação

  • +A
  • -A

As crianças são as mais acometidas pela giardíase, pois são mais propensas a entrar em contato com os fatores de risco da doença. Essa infecção intestinal é bastante comum em locais com saneamento básico precário ou ausente, sendo transmitida, principalmente, por meio de alimentos contaminados.

Quando não tratada, a giardíase pode gerar sérios problemas de saúde nas crianças, como males do intestino, até mesmo depois do período de contágio. Por isso, a melhor forma de combater o problema é com a prevenção, mantendo-se bons hábitos de higiene e consultando um pediatra regularmente.

Entenda o que é giardíase

A giardíase é uma doença intestinal provocada por um protozoário chamado Giardia lamblia. O contágio acontece principalmente em locais sem saneamento básico, por meio de água ou comida contaminada com fezes de indivíduos doentes. Maus hábitos de higiene, como colocar as mãos na boca, podem favorecer a transmissão da doença, assim como o sexo anal sem proteção.

criança no médico, com sintomas de giardíase

Apesar de ser mais comum em locais com pouca higiene e falta de água tratada, o problema pode ocorrer em qualquer local por meio da transmissão de doentes. Quando alguém entra em contato com água, comida, solo ou algo contaminado com os cistos do protozoário, ocorre a infecção.

Esses cistos não são destruídos no estômago, pois o ácido estomacal é ineficaz para isso. Ao invés disso, dentro do ambiente estomacal os protozoários são estimulados a atingir a fase adulta, movendo-se para o duodeno e grudando-se na parede do local. Com isso, a absorção de nutrientes é prejudicada.

Muitas vezes, a giardíase pode ser assintomática. Quando apresenta sintomas, eles costumam variar de pessoa para pessoa. Os mais notados são diarreia aguda com fezes bem aquosas, fortes dores abdominais, fezes com excesso de gordura, devido aos problemas de má absorção, flatulência, distensão abdominal, náuseas e perda de peso.

Quando o número de protozoários no duodeno é muito grande e a criança está com a imunidade baixa, pode haver até mesmo um caso de desnutrição.

O tratamento consiste no uso de medicamentos receitados pelo médico especialista, além do cuidado para ingerir somente água tratada e alimentos muito bem higienizados para que não ocorra uma reinfecção. É importante que o procedimento indicado seja realizado de forma adequada para que novas pessoas não se infectem.

Saiba Mais
Parasitas causam diversas enfermidades: Evite o contágio
Toxoplasmose na gravidez pode trazer complicações ao bebê
Entenda os benefícios da água para o organismo

Como prevenir o problema

Prevenir a giardíase é a melhor forma de combater a doença. Isso vai desde hábitos simples de higiene, como lavar as mãos antes de comer e após ir ao banheiro, até medidas mais importantes, como um saneamento básico adequado. Assim, evita-se o contato das fezes com a água e com os alimentos que serão consumidos.

Além disso, todos os alimentos, principalmente os que serão ingeridos crus, precisam ser higienizados e lavados em água corrente. O cloro não mata os cistos do protozoário, então tanto a água quanto o alimento não podem ser unicamente tratados dessa maneira.

Moscas e baratas também podem transportar os micro-organismos. Portanto, manter a casa sempre limpa e arejada é fundamental. Todas as pessoas e animais que forem diagnosticados com giardíase devem receber o tratamento correto e até o fim para que não contaminem outras pessoas.

O que achou do artigo? Conte para nós! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
Giardia lamblia
saneamento básico
doença intestinal
diarreia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ