Clínica Geral

11/11/2014 02:08 - Atualizado em 02/12/2016 08:13

Veja quais fatores aumentam o risco de câncer de próstata

Risco de câncer de próstata é maior quando se tem histórico familiar com casos da doença.

POR

Redação

  • +A
  • -A

No mês de novembro, uma campanha mundial a favor da saúde masculina e do diagnóstico precoce do câncer de próstata é abraçada por diversas entidades e instituições, sejam elas direcionadas à area da saúde ou não. Em busca da conscientização e na tentativa de acabar o preconceito que ainda dificulta o diagnóstico, o chamado novembro azul acaba trazendo à tona uma série de dúvidas comuns entre os homens, como as possibilidades de cura da doença e principalmente os fatores que aumentam o risco de câncer de próstata. Entender os riscos e procurar contorná-los é uma das principais maneiras de evitar o problema.

risco-de-cancer-de-prostata

Câncer é causado pelo descontrole da divisão celular

Antes de abordar as questões específicas ao risco de surgimento do câncer de próstata, vale a pena compreender quais as causas do câncer - em sua nomenclatura mais genérica - no organismo.

Sabe-se que o corpo humano é formado por milhões de células que se renovam diariamente em um processo natural chamado de divisão celular. Quando, por vários motivos - aqui incluídos os fatores de risco - o controle dessa divisão não ocorre, as células se multiplicam de forma desenfreada, podendo desenvolver um tecido anormal ao órgão, o tumor.

Assim, o câncer representa um grupo de mais de cem doenças causadas por esse mesmo fator: o descontrole da divisão celular. Infelizmente, a ciência ainda não descobriu a cura definitiva para o câncer. Normalmente caro e prolongado, o tratamento costuma ser árduo não só para o paciente, mas também para os familiares e a equipe médica envolvida.

Fatores de risco de câncer de próstata

Embora seja difícil especificar a real influência de cada elemento para o surgimento da doença, sabe-se que existem vários fatores de risco a serem considerados. Entre eles, estão:

Idade

Talvez esse seja o maior agravante: o câncer de próstata é muito raro em homens com menos de 40 anos, mas as chances aumentam rapidamente após os 50. Estima-se que mais da metade dos casos sejam diagnosticados em homens com mais de 65 anos.

Histórico familiar

Ter um parente de primeiro grau diagnosticado com a doença aumenta de forma considerável o risco de câncer de próstata. Por isso, pessoas com familiares cujo diagnóstico ocorreu antes dos 65 anos devem iniciar o acompanhamento médico e laboratorial já aos 40 anos.

Etnia

A doença é mais comum em homens de descendência africana do que em homens de outras etnias. As explicacções para esse fenômeno não são claras e a ciência ainda busca entender suas causas.

Alimentação

Consumir uma grande quantidade de cálcio, por meio de alimentos ou suplementos, pode aumentar o risco de câncer de próstata. Laticínios, que muitas vezes são ricos em cálcio, também podem contribuir para o problema. Embora o papel da dieta ainda seja alvo de estudos, é possível afirmar que uma alimentação balanceada e rica em nutrientes pode colaborar para evitar a doença.

Risco de câncer de próstata pode ser diminuído

Atuar preventivamente é a principal arma contra o câncer, seja ele de próstata ou não. Foi comprovado que uma alimentação com menos gordura, rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais ajuda a diminuir não só o risco de surgimento do câncer, mas de outras doenças crônicas.

Adotar hábitos que não sejam nocivos ao organismo e que contribuam para o seu pleno funcionamento é o primeiro passo. Se você for sedentário, considere, além da mudança na dieta, começar a se exercitar pelo menos semanalmente. Controlar o peso, diminuir o consumo de álcool e não fumar também são hábitos recomendados.

Gostou da matéria? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
câncer
próstata
saúde
homem
novembro azul

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ