Clínica Geral

03/07/2015 11:26 - Atualizado em 29/08/2016 01:10

Vacina para dengue ainda é uma realidade distante

Dos medicamentos testados, nenhum é considerado totalmente eficaz e seguro.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Nos últimos anos, alguns laboratórios têm tentado desenvolver uma vacina para dengue, mas nenhuma ainda é considerada totalmente eficaz e segura pelas autoridades. Recentemente, cientistas de Singapura e dos Estados Unidos apresentaram um anticorpo que é capaz de combater e tratar apenas um dos tipos da doença, o DENV2. 

Sem a confirmação em vista de uma possível vacina para dengue, é preciso continuar adotando as medidas de prevenção para evitar a proliferação do mosquito transmissor. Assim, diminuem as chances de que mais pessoas sejam contagiadas pela doença.

vacina para dengue

Vacina para dengue ainda não está no caminho certo

A Organização Mundial da Saúde considera a dengue como um dos maiores problemas de saúde pública, sendo estimados mais de 50 milhões de casos por ano no mundo. Por enquanto, apenas estudos e testes são realizados, mas nenhum medicamento ainda apresenta eficácia contra os quatro tipos da doença.

Um estudo recente, realizado por cientistas de Singapura e dos Estados Unidos, foi publicado na revista científica Science. Ele mostrou que um anticorpo chamado 2D22 é capaz de combater o vírus tipo 2 da dengue e ate mesmo tratar quem já está infectado. Porém, não possui eficácia para os outros três tipos da doença.

A indústria farmacêutica possui interesse em testar o medicamento em humanos, mas o grupo de pesquisadores está focado em encontrar outros anticorpos que sejam poderosos para neutralizar também os demais tipos de dengue. Com isso, o lançamento de uma possível vacina pode levar anos. 

Em outra tentativa, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o National Institutes of Health, depois de duas fases de testes de uma vacina para dengue, a terceira etapa foi barrada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O órgão identificou algumas pendências que precisam ser resolvidas antes da liberação.

Além do Buntantan, o laboratório francês Sanofi Pasteur também fez um pedido para a Anvisa solicitando a fabricação de uma vacina para dengue que, nos testes clínicos, obteve 60% de eficácia. Todas as análises são feitas priorizando a segurança da população e, conforme o Ministério da Saúde, nenhum medicamento será lançado sem uma proteção necessária.

Segundo o ministro da Saúde, Arthur Chioro, não há previsão para a chegada de uma vacina para dengue nos postos de saúde ou clínicas particulares do país. Ele alerta que a maior preocupação agora deve ser com medidas de prevenção para evitar mais contágios e uma nova epidemia da doença.

vacina para dengue

Prevenção ainda é a melhor forma de combater a doença

A única forma de transmissão da dengue é pelo mosquito Aedes aegypti, que espalha a doença rapidamente. A melhor maneira de evitar novos contágios é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a reprodução do inseto.

Para isso, é importante não deixar água parada em garrafas, pneus velhos, vasos de flores, caixas d'água ou qualquer outro recipiente. As principais dicas de prevenção são:

- Manter caixas, tonéis e barris d’água devidamente fechados

- Remover folhas, galhos e tudo que possa impedir a passagem de água pelas calhas

- Colocar areia nos pratinhos de vasos de plantas

- Guardar garrafas de cabeça para baixo

- Armazenar pneus velhos sem água e em locais secos e abrigados da chuva, ou descartá-los adequadamente.

Em alguns casos, o vírus da dengue pode causar infecções sem manifestar sinais, ou provocar sintomas virais discretos e inespecíficos. Porém, na maioria das vezes, o paciente apresenta indícios caraterísticos da doença, que incluem febre alta e mal-estar geral. Ainda pode evoluir para formas mais graves, com tendências hemorrágicas e morte.

Em caso de suspeita de dengue, é recomendado beber bastante líquido e procurar um médico para confirmar o diagnóstico. Não se deve tomar qualquer medicamento sem indicação de um profissional.

Gostou das dicas de saúde? Deixe seu comentário! E continue acompanhando o Vivo Mais Saudável para conferir mais novidades

TAGS
sintomas da dengue
Aedes aegypti
vacinação
prevenção

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ