Clínica Geral

23/12/2015 11:31 - Atualizado em 02/12/2016 09:58

Testes de vacina contra o HIV têm resultados animadores

Desenvolvida pela empresa norueguesa Bionor, a medicação se mostra promissora para a cura da AIDS.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O vírus HIV, responsável pela Aids, é considerado um grande problema de saúde pública pela Organização Mundial de Saúde (OMS), tendo causado mais de 34 milhões de mortos no mundo até agora. Ainda não existe cura para a doença e os tratamentos apenas controlam a ação do vírus, mas uma vacina contra o HIV, desenvolvida na Noruega, pode estar prestes a mudar isso.

Criada por uma empresa de biotecnologia da Dinamarca, a vacina teve resultados animadores nos primeiros testes, mas ainda há um longo caminho a percorrer para conquistar a cura da Aids.

Resultados da vacina contra o HIV

Segundo um relatório divulgado pelo Programa das Nações Unidas para HIV e Aids (Unaids) em 2014, cerca de 54% das pessoas infectadas pelo HIV no mundo todo não sabe que tem o vírus. No fim daquele ano, 36,9 milhões de pessoas no mundo viviam com o HIV.

laboratorista testa vacina contra o hiv

Atualmente, os tratamentos antirretrovirais permitem apenas controlar o vírus nos pacientes soropositivos, não sendo capazes de eliminá-lo definitivamente do organismo. Com a medicação, o HIV permanece alojado no corpo dos pacientes, em forma latente, mas volta a aparecer no momento em que as drogas param de ser administradas.

Porém, empresas de biotecnologia como a norueguesa Bionor vêm trabalhando no desenvolvimento de uma vacina contra o HIV. A companhia anunciou, recentemente, resultados animadores. O experimento é realizado na Universidade de Aarhus, na Dinamarca, e pretende desalojar e, posteriormente, eliminar o vírus do corpo dos soropositivos.

A reserva viral que se mantém no corpo dos pacientes mesmo durante o uso dos antirretrovirais é um dos maiores obstáculos para a elaboração de um tratamento contra a Aids, evitando que se consiga uma cura completa e definitiva.

O último experimento realizado pela empresa norueguesa em 20 pacientes soropositivos conseguiu desalojar o vírus inativo na reserva, graças ao medicamento anticancerígeno romidepsin, e, depois, eliminá-lo parcialmente. Cada paciente havia sido vacinado previamente com Vacc-4x, suposta vacina contra o HIV desenvolvida pela Bionor.

Os resultados iniciais foram animadores e a vacina parece promissora, mas os experimentos realizados pela empresa ainda não foram validados, nem publicados por uma revista científica.

Saiba Mais
Preservativos são vitais para a prevenção de DST e Aids
Teste de HIV é rápido e eficaz: Saiba como fazer
HIV na gestação: Entenda como o bebê pode nascer sem o vírus

Outras pesquisas buscam a cura do HIV

Outros laboratórios também estão testando uma possível vacina contra o HIV. O Instituto de Pesquisa da Aids (IrsiCaixa), na Espanha, começará a fazer testes clínicos de uma vacina terapêutica contra a doença em um grupo de aproximadamente 200 voluntários a partir de 2016.

Essa vacina contra o HIV, desenvolvida por pesquisadores de Barcelona, é a primeira baseada na resposta imunológica de um pequeno grupo de pessoas. Elas são capazes de controlar a infecção do vírus sem tratamento antirretroviral. A fase inicial de testes, feita em animais, teve bons resultados. Com isso, no próximo ano, a vacina será testada em humanos.

A previsão é que os testes ocorram em duas fases. A primeira terá duração de um ano, com o objetivo de testar a segurança e a capacidade de uma resposta imunológica forte e duradoura. Já a segunda vai durar até um ano e meio e avaliará a eficácia da vacina para conseguir uma cura funcional, impedindo a ação do vírus após a retirada da medicação antirretroviral.

O que achou da notícia? Deixe um comentário! E aproveite para conferir as dicas de saúde e sexo seguro do Vivo Mais Saudável.

TAGS
vacc-4x
Noruega
aids
cura

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ