Clínica Geral

15/06/2014 09:00 - Atualizado em 06/12/2016 01:15

Sabe o que é Osteopatia? Tratamento sem medicamentos ou cirurgias

Saiba como a osteopatia pode ajudar em tratamentos medicinais.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já ouviu falar em prevenção de saúde sem medicamentos ou cirurgias? A Osteopatia é considerada uma disciplina da medicina complementar ou terapêutica não convencional que estuda as forças internas do corpo e sua estrutura.

Muitas pessoas com dores de coluna ou músculos procuram essa técnica, que acredita na auto cura do corpo para seus próprios males. Segundo profissionais da osteopatia,  o corpo só depende de um bom funcionamento do trânsito de seus fluidos - sangue, ninfa, trânsito gastrointestinal e ar – para ser saudável.

Se você tem tendência a constipar uma quantidade maior de fezes, a estrutura do seu corpo tende a se reorganizar posturalmente gerando uma sobrecarga no sistema músculo esquelético, isso pode gerar problemas posturais e dores na coluna, por exemplo.

A osteopatia estuda todas essas sobrecargas do corpo que estão relacionadas com a queixa do paciente, olha para todos os sistemas e faz com que o corpo tenha capacidade de se adaptar não de forma patológica.

“Cada vez que você sobrecarrega um sistema, sua capacidade de adaptação vai ficando mais restrita. Uma cervicalgia, na verdade, pode ter sido a gota d’água do corpo para um estresse que já vem de muito tempo”, explica o osteopata Edmur Paranhos Jr.

A ferramenta do osteopata  é predominantemente manual se valendo de técnicas: musculares, faciais, neurais, articulares e de mobilização da região das vísceras. O tratamento se dá pela manipulação de todos os tecidos do corpo visando a melhora da estrutura para que, consequentemente, a função deste tecido ou órgão melhore.

O tempo de tratamento varia muito de caso para caso. Tem paciente que chega com um quadro muito agudo e episódico de dor e que uma sessão basta, mas há outros que precisam de certa regularidade. 

Existem possibilidades de tratamento para constipações, diarreia crônica, gastrite, síndrome do colo irritado e para problemas pulmonares. Há conhecimento, com um grande grau de sucesso embora ainda não explicado cientificamente, de resultados positivos em mulheres que têm dificuldade de engravidar.

A fisioterapia pode complementar bastante o trabalho do osteopata sendo, algumas vezes, necessário que se faça um trabalho de reeducação do movimento em paralelo ao tratamento.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ