Clínica Geral

10/06/2015 08:14 - Atualizado em 16/11/2016 02:20

Respeite o seu relógio biológico e tenha uma vida saudável

Funções orgânicas são afetadas quando não seguimos um padrão regular de sono e alimentação.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você se acostumou a dormir em determinado horário e fica difícil pegar no sono mais cedo? Isso é culpa do seu relógio biológico, uma espécie de recurso que o organismo cria para regular nossas atividades orgânicas. Todos os seres vivos precisam de descansos intercalados a períodos de atividade, o que se fica definido pelo chamado ciclo circadiano.

Enquanto os animais passam por um ciclo que varia entre 23 e 26 horas, os humanos precisam de uma volta cronológica de 24 horas e 18 minutos. Estudos da Universidade de Osaka, no Japão, também constataram que espécies animais com relógios de exatamente 24 horas têm menos sucesso evolutivo.

Ou seja, nosso relógio biológico exige mais tempo que o que realmente temos. Saiba por que respeitá-lo.

relogio biologico

Como funciona o relógio biológico?

Ninguém funciona da mesma forma. Uns gostam de acordar mais cedo e outros, mais tarde. Tem quem renda mais no trabalho durante o dia e quem funcione à noite. O relógio biológico é responsável por regular diversas funções naturais do nosso corpo, principalmente o sono e o apetite.

É comum estabelecermos um padrão para nossas atividades, como almoçar sempre no horário disponível entre os turnos do trabalho.

Quando se acostuma a comer ao meio-dia, seu organismo pede que se alimente sempre nessa hora. Se for parte da sua rotina um cochilo após o almoço, você pode se sentir cansado durante toda a tarde simplesmente por pular essa etapa.

Nosso corpo precisa de 18 minutos além das 24 horas que o dia possui. É por isso que viajar para o leste ou adiantar a hora no horário de verão se torna mais fácil. Os minutos extras do ciclo são ajustados de acordo com as atividades que fazemos e a quantidade de luz que registramos.

Dessa forma, temos a sensação de dias mais curtos quando trabalhamos pela manhã e longos quando funcionamos à noite.

relogio biologico

E se desrespeitamos o relógio biológico?

O relógio biológico é responsável pelo nosso ciclo diário. Por isso, quando saímos da rotina, ele pode reclamar. O desequilíbrio do ritmo circadiano contribui para síndromes e distúrbios. Dormir e acordar nos mesmos horários é um meio eficiente de ter mais disposição, evitando insônia, problemas na realização de trabalhos e sono em excesso.

Um dia ou outro que você precisa ficar acordado até mais tarde ou levantar mais cedo não afeta a saúde em geral. Porém, em longo prazo, pode acarretar vários problemas para o organismo e, inclusive, causar impacto na longevidade.

De acordo com uma pesquisa do Instituto do Sono e da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que avaliou 38 pessoas distribuídas em diferentes faixas etárias, vivem mais aqueles que têm padrões de sono mais regulares. Dormir, acordar e fazer cochilos sempre no mesmo horário pode ser um fator para viver mais.

Outro problema que surge devido ao relógio biológico desregulado é o metabolismo inconstante, com consequentes taxas mais altas de lipídeos e colesterol naqueles que não têm hábitos saudáveis ou horários certos para comer e dormir.

Cada pessoa possui uma necessidade diferente de sono, então estabeleça a rotina que for melhor para você. O importante é dormir e se alimentar em períodos regulares.

Nem sempre será possível seguir a rotina - mães com filhos pequenos sabem bem disso, por exemplo. Porém, apesar de a inconstância do relógio provocar alguns distúrbios, assim que o cronograma se restabelece, o organismo volta a funcionar normalmente.

Você consegue manter horários regulares? Conte para nós! E aproveite para conferir dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
ciclo circadiano
rotina
hábitos
estilo de vida

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ