Clínica Geral

25/05/2015 03:23 - Atualizado em 06/12/2016 11:20

Reconheça os sintomas da depressão psicótica

Depressivos psicóticos são mais agressivos e têm maior tendência ao suicídio.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Forma de depressão com sinais de psicose, a depressão psicótica pode levar a sintomas como agitação, raiva extrema, alucinações, desilusões, irritabilidade, perturbações de sono, falta de apetite e idealização do suicídio. Além disso, é comum que as pessoas que sofram com a doença tenham uma vida perturbada, tanto socialmente quanto no trabalho.

Identificar os sintomas é o primeiro passo para combater a forma psicótica de depressão. Depois, é necessário buscar ajuda médica para que a pessoa seja tratada com medicamentos e terapia.

Diferentemente de outros quadros depressivos comuns, os psicóticos têm uma tendência menor a encontrar positividade no cotidiano. Saiba como se manifesta a depressão psicótica e de que forma mantê-la sob controle.

depressao psicotica

Como a depressão psicótica se desenvolve?

Causada por um agravamento da depressão, a manifestação psicótica da doença acontece quando os sintomas depressivos típicos são associados a delírios, culpas, hipocondria e alucinações. Os suicídios são mais recorrentes em pacientes com depressão psicótica, por isso é necessário tratá-la o quanto antes.

Os quadros também são marcados por episódios maiores e mais profundos de depressão. Aproximadamente 15% dos pacientes depressivos manifestam a forma psicótica. Oscilações muito fortes de humor, insônia, choro excessivo e desilusões podem marcar os primeiros sinais do transtorno.

A medicina ainda não consegue diferenciar bem os quadros depressivos comuns dos psicóticos, o que dificulta a administração dos tratamentos. Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) estão desenvolvendo meios para estabelecer distinções clinicas e biológicas para a depressão psicótica e as não psicóticas.

Nos primeiros resultados dos estudos, já foi possível perceber alterações no volume de certas estruturas cerebrais. A pesquisa foi feita com 23 pacientes depressivos psicóticos, 25 depressivos não psicóticos e 29 pessoas saudáveis. Os psicóticos não percebiam estímulos positivos, sempre tendendo à negatividade.

Nas estruturas cerebrais desses pacientes, ocorria uma diferença no istmo do giro do cíngulo, uma estrutura do sistema límbico do cérebro, que é responsável pelas emoções. Quanto mais grave o caso da pessoa depressiva, menor era a estrutura.

depressao psicotica

Tratamento para depressão psicótica

Geralmente, apenas medicamentos não são suficientes para tratar uma pessoa com depressão psicótica. Os psicoativos reduzem a incidência de alucinações e desilusões, bem como atenuam os sintomas depressivos. No entanto, o tratamento deve ser combinado com terapia para melhores resultados.

Um dos métodos mais utilizados para tratar os depressivos psicóticos é a terapia cognitivo-comportamental, que auxilia na identificação de pensamentos e comportamentos que levam a transtornos, substituindo-os por práticas funcionais.

Outra terapia que tem se mostrado eficiente é a do comportamento racional e emotivo, que ajuda na identificação de exigências desnecessárias de si mesmo e dos outros. Dessa forma, a pessoa consegue mudar os pensamentos, dissociando as ideias irracionais e combatendo a depressão.

A terapia familiar é indicada para diminuir o comportamento protetor ou de rejeição dos familiares de pacientes depressivos. Assim, é possível que eles se recuperem mais rapidamente e a família compreenda os problemas pelos quais o paciente está passando.

Enquanto recebe o tratamento, é importante que a pessoa com depressão retome sua rotina. Logo que as tendências psicóticas forem desaparecendo, é imprescindível buscar um ritmo de vida mais saudável para aliviar os sintomas depressivos e combater recaídas.

O que você achou deste artigo? Deixe seu comentário e aproveite para conferir as dicas de saúde do Vivo Mais Saudável.

TAGS
agressividade
oscilações de humor
depressão
psicose

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ