Clínica Geral

24/12/2014 03:39 - Atualizado em 05/12/2016 03:33

Propionato: Conheça a substância que promete emagrecer

Desenvolvido por pesquisadores britânicos, o composto com propionato gera sensação de saciedade.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Além das dietas, existem outros métodos capazes de fazer perder peso. Se você está cansada das restrições alimentares e de regimes radicais, a novidade é uma substância química feita com propionato que promete ajudar no processo de emagrecimento.

O composto foi desenvolvido recentemente por cientistas britânicos, que através de diversas pesquisas e testes alegam terem comprovado a sua eficácia. O aditivo para alimentos, chamado de IPE, é capaz de provocar maior sensação de saciedade, e, com isso, ajuda a emagrecer.

propionato

O principal ingrediente do IPE é o propionato, que ao ser produzido no corpo a partir da quebra das fibras no intestino, faz com que as pessoas sintam-se satisfeitas. Com os testes iniciais, os pesquisadores mostraram que a substância ajudou as pessoas a reduzirem sua ingestão de alimentos, evitando o aumento de peso.

Propionato promete ajuda para emagrecer

O IPE pode facilitar o emagrecimento porque controla os níveis de propionato já presentes no organismo. Ele é o hormônio responsável por promover a saciedade e é liberado quando fibras são quebradas no intestino.

Esse efeito foi descoberto por meio de um estudo feito por pesquisadores do Imperial College de Londres e da Universidade de Glasgow, na Escócia. A pesquisa foi publicada na revista Gut e as equipes destacaram que para a substância química ter o efeito desejado deve ser consumida regularmente.

Ao fazer o estudo, os pesquisadores encontraram alguns problemas. O principal deles foi descobrir uma maneira de levar o propionato para o cólon, no intestino grosso, que é onde ocorre a liberação dos hormônios que dão saciedade e controlam o apetite.

Se o composto fosse adicionado diretamente nos alimentos, ele não teria o efeito desejado, pois seria absorvido muito cedo pelo intestino. Ao se deparar com isso, os cientistas então encontraram uma forma de ligar a substância a um carboidrato natural encontrado em plantas, chamado inulina. Uma vez ligado a ele, o propionato pode passar pelo sistema digestivo com segurança, só sendo liberado da inulina por bactérias no intestino grosso.

Resultados dos testes com o propionato

Nos primeiros testes aplicados pelos pesquisadores, 20 voluntários ingeriram doses de inulina e da nova substância. Após, todos os participantes foram liberados a comer o quanto quisessem em um buffet. Os que receberam doses de IPE comeram cerca de 14% menos.

Na próxima etapa de testes, 49 voluntários que estavam acima do peso receberam doses de IPE ou inulina na forma de pó. Eles foram indicados a adicionar 10 gramas (cerca de uma colher) de uma das substâncias nas suas refeições diárias.

Depois de 24 semanas, seis dos 24 voluntários que receberam inulina tinham aumentado seu peso em mais de 3%, enquanto apenas um dos 25 que receberam IPE tiveram aumento de peso.

Gostou de conhecer essa novidade para a sua dieta? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
dieta
emagrecimento
perda de peso
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ