Clínica Geral

26/07/2015 12:12 - Atualizado em 03/12/2016 02:41

Previna-se da canelite no treino de corrida

Lesão acomete tanto atletas iniciantes quanto os que investem em treino pesado.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A canelite é um problema recorrente entre atletas de alto desempenho. Chamada de Síndrome de Estresse do Meidal Tibial, a condição é uma inflamação na parte anterior e medial da perna, normalmente relacionada aos esforços físicos, principalmente à corrida.

Dr. Daniel Wink, ortopedista e traumatologista, explica que uma das causas do problema é a fratura de estresse da tíbia. Essa é uma fratura por fadiga, que ocorre por sobrecarga mecânica, e não devido a um evento traumático isolado.

"Na fratura de estresse, as microlesões ósseas, causadas pelos traumatismos repetitivos, ocorrem em uma velocidade superior à de reparação dessas lesões pelo organismo. Outra causa é perisotite medial da tíbia, a inflamação nos tecidos ao redor da tíbia", explica Dr. Daniel.

canelite

Entenda a canelite

O médico ortopedista explica que o sintoma clássico da canelite é a dor. "Ela se dá normalmente na região anterior e na parte interna da perna. Costuma piorar durante o exercício e alivia com repouso˜, explica Dr. Daniel.

Segundo o profissional, a lesão normalmente é causada pelo esforço físico. Atletas de alta performance, especialmente os que praticam corrida, futebol ou ginástica olímpica, e os que aumentam muito o volume de treino são mais acometidos. Iniciantes também podem desenvolver o problema.

"Um bom programa de treinamento e acompanhamento de um profissional de Educação Física são fundamentais na prevenção e na recuperação das lesões como a canelite", orienta o médico.

Tratamento da canelite

Segundo Dr. Daniel, o tratamento sempre é individualizado, de acordo com o diagnóstico e o grau da lesão. "Alguns pacientes necessitam de exames complementares para um diagnóstico mais preciso, como ressonância magnética e cintilografia", explica.

Após o diagnóstico, o paciente deve ser reabilitado. Para uma tratamento adequado, o papel do educador físico e do fisioterapeuta são fundamentais. "Raramente indica-se tratamento cirúrgico em pacientes com canelite", completa o especialista.

O tempo de recuperação varia de acordo com o paciente, o ritmo de exercícios e o grau da lesão. De maneira geral, levam-se cerca de três semanas, mas, quando ocorre a fratura por estresse, o período pode se estender por até um mês e meio.

Hábitos simples ajudam na prevenção

Treinar em terreno adequado e usar calçados apropriados e meias de compressão são importantes fatores na prevenção da canelite. "O trabalho de fortalecimento muscular e flexibilidade também são medidas fundamentais", adiciona Dr. Daniel.

O acompanhamento de um educador físico durante a atividade é essencial para evitar sobrecarga nos ossos e músculos do corpo. A prática de exercícios é muito importante na manutenção da saúde, mas é preciso consciência corporal para não ultrapassar os limites do corpo.

Se a dor aparecer e for contínua, procure um profissional qualificado para saber qual é o motivo e evite que se torne uma lesão mais grave. O esforço físico é natural durante as atividades, mas deve-se estar atento quando a dor ultrapassa o que é considerado normal.

Você já sofreu com canelite? Qual foi o tratamento escolhido para se recuperar da lesão? Compartilhe sua experiência! E lembre-se que o Vivo Mais Saudável sempre traz dicas de saúde e bem-estar.

TAGS
dor nas pernas
alto desempenho
corrida
lesão na tíbia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ