Clínica Geral

14/08/2014 04:41 - Atualizado em 02/12/2016 12:19

Ortorexia nervosa: Quando comer bem vira uma obsessão

O cuidado excessivo com a alimentação pode fazer mal à saúde.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A ortorexia nervosa é um distúrbio alimentar que ganhou maior atenção dos pesquisadores da área nos últimos tempos. Ela acontece quando uma pessoa que gosta de ter uma alimentação saudável se torna obsessiva por essa busca. Mas nem sempre a procura por um cardápio correto é benéfica para a saúde.

ortorexia-nervosa

A ortorexia nervosa

A principal diferença entre a ortorexia nervosa e os demais transtornos alimentares, como a anorexia, é que nela a preocupação não está relacionada com o peso do corpo ou a quantidade de alimento ingerido, e sim com a qualidade da comida. Segundo a nutricionista Renata Rodrigues Oliveira, as pessoas que sofrem com o problema consideram que alimentos processados ou com conservantes são impuros.

Logo no começo da doença, a grande complicação começa a aparecer. A obsessão dos ortoréxicos os impede de comer uma série de alimentos que eles julgam impróprios, como laticínios, carnes vermelhas e outros. Mas o corpo humano necessita de nutrientes presentes em muitos dos alimentos rejeitados e começa a sofrer com sua falta.

Sinais da ortorexia nervosa

Quando uma pessoa desenvolve um quadro de ortorexia nervosa, o seu comportamento muda significativamente. Determinadas atitudes observadas no ortoréxico podem auxiliar no diagnóstico da doença. São elas:

- Envolvimento do fator alimentação em todas as conversas

- Negação frequente de qualquer alimento que não seja saudável

- Dificuldade para ingerir comidas preparadas por outras pessoas

- Críticas veementes a maneira de cozinhar e de se alimentar das outras pessoas

- Verificação de todos os componentes nutricionais de um produto.

Esses sintomas que a doença apresenta são fundamentais para a descoberta do transtorno, mas fazem com que ele afete mais do que a saúde corporal. Pessoas que sofrem de ortorexia nervosa têm dificuldade de relacionamento com os demais indivíduos. Os ortoréxicos costumam ficar irritadiços e criticar todos os hábitos alimentares das demais pessoas ao seu redor, dificultando o convívio.

O nome do distúrbio vem dos verbetes gregos ortho e rexis, que significam correto e apetite, respectivamente. A palavra nervosa foi adicionada ao termo para indicar que o sistema nervoso é o mais atacado pela doença. Indivíduos que possuem ortorexia nervosa costumam passar por crises de pânico ao ingerir alimentos que não fazem parte da sua dieta diária estipulada, como se a comida oferecesse riscos graves.

A nutricionista Renata Oliveira afirma que o perfeccionismo e a rigidez na dieta costumam resultar em deficiências nutricionais. “Nutrientes como vitaminas e minerais dependem de uma grande variedade de alimentos para fornecer a quantidade suficiente”, explica.

Você conhece casos de ortorexia nervosa? Quem convive com pessoas que sofrem do distúrbio precisa despender muita atenção ao doente. O tratamento com um psicólogo e um nutricionista especializado em ingestão alimentar desordenada deve ser iniciado tão logo a doença seja detectada.

TAGS
peso
dieta
alimentação
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ