Clínica Geral

11/06/2015 12:04 - Atualizado em 05/12/2016 01:45

Marcadores tumorais indicam a presença de câncer no organismo

A avaliação desses marcadores permite identificar possíveis alterações no corpo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Existem diversos exames que podem ser feitos para identificar alterações no organismo e a presença de doenças. Atualmente, um dos que estão cada vez mais ajudando a diagnosticar vários tipos de câncer são os marcadores tumorais, substâncias que podem ser encontradas no sangue ou na urina, quando a doença cancerígena está presente.

Esses marcadores podem desempenhar diferentes funções na hora de auxiliar no combate ao câncer. Eles podem ser utilizados para ajudar a diagnosticar o tipo de câncer, ou ainda para monitorar o tratamento, verificando se está sendo efetivo ou não.

Entenda o que são marcadores tumorais

Também chamados de marcadores biológicos, os marcadores tumorais são substâncias presentes no sangue, na urina e em outros fluídos corporais e tecidos. Quando uma pessoa possui algum tipo de câncer, essas substâncias podem apresentar quantidades elevadas, ajudando assim a diagnosticar a doença.

marcadores tumorais

Os marcadores tumorais são considerados indicadores de câncer, pois são produzidos diretamente pelo tumor ou pelo organismo, em resposta à sua presença. A maioria dessas substâncias é composta por proteínas ou pedaços de proteínas, incluindo antígenos de superfície celular, proteínas citoplasmáticas, enzimas e hormônios.

Existem diferentes tipos de marcadores, sendo que alguns estão associados a um único tipo de câncer, enquanto outros podem ser encontrados em vários. Eles são identificados através de exame de sangue e urina. Uma amostra é retirada e enviada para análise em um laboratório de patologia.

Porém, nem sempre a avaliação dos níveis dos marcadores tumorais é suficiente para indicar a presença de câncer. Algumas doenças benignas também podem aumentar as quantidades de determinados marcadores.

Além disso, nem todas as pessoas com câncer apresentam níveis elevados dessas substâncias. Por isso, outros exames e fatores são levados em consideração, e não só a avaliação dos marcadores.

Como os marcadores são usados

Hoje em dia, o marcador tumoral mais comum e utilizado é o antígeno prostático específico (PSA), que é usado para diagnosticar a presença do câncer de próstata. A maioria dos homens com a doença apresenta níveis elevados de PSA. Como nos outros casos, apenas a quantidade da substância não é suficiente para detectar esse câncer.

Os marcadores tumorais servem como um auxílio para detectar a doença em fase inicial, mas os testes só são realizados em pessoas que fazem parte do grupo de risco para certos tipos de câncer. A principal forma de confirmação do diagnóstico da doença é através de uma biópsia, sendo utilizado o marcador para ajudar em casos de suspeita.

Outra função dos marcadores é avaliar o andamento do tratamento de pacientes com cânceres avançados. Os níveis de determinadas substâncias podem ser utilizados para fazer uma avaliação da resposta terapêutica do doente, ajudando ainda a prever a eficácia das terapias.

Os marcadores tumorais podem ser avaliados no momento do diagnóstico, antes, durante e após o tratamento, para identificar possíveis alterações dos níveis. As mudanças podem ser um sinal ou não de resposta ao tratamento, ajudando os médicos a adequarem melhor os procedimentos e aumentar as chances de cura do paciente.

Gostou das dicas de saúde? Deixe seu comentário! E aproveite para conferir as novidades de alimentação e bem-estar do Vivo Mais Saudável.

TAGS
câncer
tumor
exames
diagnóstico do câncer

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ