Clínica Geral

10/06/2015 04:18 - Atualizado em 06/12/2016 01:27

Identifique os sintomas do câncer na tireoide

A maioria dos tumores na glândula tireoide pode ser tratada com a retirada da tireoidectomia.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A glândula tireoide é uma das mais importantes do corpo, reguladora da produção de hormônios que agem no coração, nos rins, no intestino e, em mulheres, no ciclo menstrual. O câncer na tireoide pode afetar o funcionamento de todos esses órgãos.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer na tireoide é três vezes mais frequente em mulheres. A faixa etária de maior incidência para ambos os sexos fica entre 25 e 65 anos. Saiba mais sobre essa doença.cancer na tireoide

Sintomas do câncer na tireoide

A ocorrência de câncer na tireoide na família pode ser considerada um fator de risco. Se aparecer um nódulo na região anterior e baixa do pescoço, é preciso ficar alerta.

A ocorrência de nódulo tireoidiano, associado ao aumento dos linfonodos do pescoço ou à rouquidão, pode ser indicação do surgimento de um tumor maligno na glândula.

O câncer na tireoide é identificado em exames clínicos que detectam a presença de ínguas aumentadas. Como apenas poucos nódulos são palpáveis, testes de ultrassonografia e ressonância magnética são indicados para o diagnóstico.  

Ainda, para identificar a presença de células cancerígenas, a biópsia também é importante. Quando o diagnóstico é feito de forma precoce, as chances de cura podem variar de 90% a 95% dos casos.

Tipos de câncer na tireoide

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBME), existem quatro tipos de tumores da tireoide. Conheça a seguir.

Carcinoma papilífero

É o tipo mais comum. Atinge pessoas de qualquer idade, mas é mais frequente entre os 30 e os 50 anos de idade. Tem crescimento lento, o que facilita o tratamento e as chances de cura.

Carcinoma folicular

É um tipo um pouco mais agressivo e costuma atingir pessoas com mais de 40 anos. Porém, em cerca de dois terços dos casos, não têm tendência à disseminação pelo organismo.

Carcinoma medular

Esse tumor afeta as células parafoliculares, que são responsáveis pela produção do hormônio que regula os níveis de cálcio no sangue, chamado calcitonia.

Carcinoma anaplásico ou inmedular

É considerado pela SBME como extremamente raro. Entretanto, é o tipo mais agressivo de câncer na tireoide e possui difícil tratamento. Dois terços dos óbitos causados por essa doença são em decorrência desse tipo de tumor.

Ajude a prevenir o câncer

Um pouco diferente dos outros tipos de câncer, o da tireoide pode ser tratado de forma cirúrgica, inicialmente. A chamada tireoidectomia é uma das principais opções de tratamento. Em alguns casos, há uma complementação com aplicação de iodo radioativo no organismo.

As chances de cura de qualquer tipo de câncer estão diretamente ligadas ao diagnóstico precoce da doença. Por isso, é fundamental manter o acompanhamento médico regularmente.

Pacientes que passem pela retirada da glândula devem cuidar da reposição hormonal de tiroxina, uma vez que ela que deixa de ser produzida naturalmente. Sem ela, o metabolismo do corpo pode ficar desregulado.

Adotar uma alimentação equilibrada, aliada à prática de exercícios físicos que ajudem a manter o peso, é uma das maneiras mais saudáveis de prevenir o câncer e outras doenças.

Gostou das dicas de saúde? Deixe seu comentário! E lembre-se que sempre tem novidade aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
hormônios
nódulos
pescoço
tireoide

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ