Clínica Geral

10/04/2015 02:23 - Atualizado em 06/12/2016 09:16

Identifique os sintomas da colite e saiba como tratá-la

A inflamação intestinal pode se manifestar de várias formas, dependendo da gravidade do caso.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A colite é caracterizada como a inflamação do intestino grosso (cólon). Existem diversos tipos da doença, que apresentam variações nos locais atingidos, nas causas e também nos sintomas. A enfermidade pode ocorrer de forma aguda ou crônica, dependendo de sua gravidade.

Os tratamentos devem ser indicados por um médico e, em geral, são feitos com o uso de medicamentos e algumas mudanças alimentares, que também podem prevenir a doença. Manter hábitos saudáveis é uma das principais formas de evitar complicações gastrointestinais.

colite

Como identificar a colite

Os sintomas da colite variam de acordo com o tipo e a gravidade da doença. Na maioria dos casos, manifesta sinais como diarreia, dor abdominal, sangramento intestinal, fezes com sangue, dilatação abdominal, calafrios, desidratação, febre e flatulência.

Devido ao rápido fluxo dos alimentos no intestino, a absorção dos nutrientes é prejudicada, causando deficiências vitamínicas, fraqueza e fome constante.

Uma série de fatores pode causar um quadro de colite. Os mais comuns são infecções agudas e crônicas, incluindo intoxicação alimentar, distúrbios inflamatórios, síndrome do intestino irritável, ausência de fluxo sanguíneo e radiação passada para o intestino grosso. Situações frequentes de estresse também têm chances de desencadear o problema.

Se não for tratada corretamente, a doença pode trazer consequências e complicações, como perfuração no cólon, megacólon tóxico e lesão (ulceração). Um tipo crônico e mais grave de colite é a Doença de Crohn, uma reação inflamatória séria do trato gastrointestinal, que afeta principalmente a parte inferior do intestino delgado e o intestino grosso.

Tratamentos para a colite

O tratamento da colite ocorre com o uso de analgésicos, para controlar a dor, e anti-inflamatórios, para combater a infecção. Medicamentos para parar a diarreia e melhorar a absorção de nutrientes pelo intestino também são receitados.

A reidratação costuma ser por via oral, mas também pode ser intravenosa. O melhor tratamento deverá ser indicado por um profissional da saúde.

Os pacientes devem seguir algumas restrições alimentares até que os sintomas sejam controlados. A dieta correta ajuda a recuperar e fortalecer o funcionamento do processo digestivo, combatendo a inflamação intestinal.

Uma das recomendações é evitar o consumo de alimentos crus e mastigar bem as refeições para facilitar a digestão. Em casos mais agravados, deve-se fazer uma dieta líquida com sucos de frutas e verduras que contenham bastante água. Alimentos probióticos, como iogurtes e leites fermentados, também aumentam a flora bacteriana do intestino.

Durante as crises de colite, é importante manter a hidratação do organismo. Além do consumo de água, a água de coco também é bastante indicada, pois contém baixo teor de açúcar e repõe os eletrólitos.

Alguns alimentos são capazes de agravar os sintomas e, por isso, devem ser evitados. Os principais são os grãos, as sementes, as comidas gordurosas, os temperos, o chocolate, bebidas alcoólicas e refrigerantes.

A prevenção da colite depende diretamente do fator causador da doença. Em geral, uma alimentação equilibrada e a prática de hábitos saudáveis ajudam a prevenir doenças gastrointestinais.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
intestino
inflamação
sangramento intestinal
probióticos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ