Clínica Geral

30/05/2015 11:22 - Atualizado em 25/11/2016 09:56

Hiperglicemia: Saiba o que o açúcar causa no sangue

A hiperglicemia pode gerar complicações no organismo, afetando órgãos como rins, olhos e coração.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Manter hábitos ruins na hora de comer e preferir alimentos ricos em açúcar pode trazer perigos para a saúde. Entre eles, a hiperglicemia, uma das principais alterações causadas pelo diabetes. A alta taxa de glicose no sangue é responsável por sintomas como vontade de urinar, sede e cansaço.

O seu enfrentamento se baseia em uma alimentação recomendada por um profissional especializado, na monitorização contínua dos níveis de açúcar no sangue, no uso de medicamentos e na prática regular de exercícios físicos. Seguindo os cuidados necessários, é possível lidar bem com a condição e evitar complicações para o organismo.

hiperglicemia

Saiba como identificar a hiperglicemia

A quantidade de glicose presente no sangue é chamada de glicemia. Quando ocorre o aumento excessivo desse valor é que a hiperglicemia é diagnosticada. O problema surge devido à deficiência da produção de insulina pelo organismo, pela sua ação insuficiente ou ainda pela combinação desses dois fatores.

Segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados pela pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas, a incidência do diabetes aumentou 40% no Brasil em um período de seis anos. O percentual de diabéticos passou de 5,3% para 7,4%.

Conforme o órgão, o estilo de vida dos brasileiros está diretamente relacionado ao aumento dos índices. O excesso de peso, a falta de exercícios físicos, a má alimentação e o envelhecimento da população são os principais causadores da diabetes.

Os principais sinais que indicam hiperglicemia incluem urinar em grande quantidade e mais vezes que o normal, sede constante e intensa, sensação de boca seca, muita fome e difícil de saciar, cansaço, coceira pelo corpo (sobretudo ao nível dos órgãos genitais) e visão turva.

Além dos sintomas, é possível identificar a doença com o monitoramento do açúcar no sangue, que é feito através de aparelhos medidores. O valor normal da glicose presente no organismo é de até 110 mg/dl - medidas superiores indicam hiperglicemia e, inferiores, são um sinal de hipoglicemia.

Tratamentos para controlar a hiperglicemia

Se não for tratada adequadamente, a hiperglicemia pode trazer complicações para vários órgãos com o passar dos anos. A falta de insulina no organismo ou o excesso do consumo de açúcar leva a glicemia a valores muito elevados, prejudicando órgãos como olhos, rins e coração, além de causar uma desidratação grave e até o coma.

A boa notícia é que é possível controlar os sintomas e reduzir os danos do diabetes. Os tratamentos contam com um controle rigoroso da glicemia, da pressão arterial e das gorduras no sangue (lípidos), além de uma vigilância periódica dos órgãos mais sensíveis e afetados pela doença.

Além da aplicação de insulina, os médicos podem indicar outros medicamentos para auxiliar no controle do açúcar no sangue. É de extrema importância a adoção de hábitos saudáveis, como manter uma alimentação equilibrada e adequada às necessidades individuais e praticar atividades físicas diariamente, tudo com a orientação de um profissional.

Gostou das dicas para uma vida mais saudável? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
açúcar
glicose
cuidados
controle

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ