Clínica Geral

07/11/2014 02:01 - Atualizado em 09/12/2016 07:59

Glicose alta: O que você deve fazer nesses casos

Rotina de quem possui glicose alta deve ser alterada para a prevenção do diabetes.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A glicose é um carboidrato fundamental para nosso organismo, pois é a partir dela que retiramos a energia necessária para a maioria das funções biológicas. Glicose alta, porém, é sinônimo inequívoco de disfunção e pode gerar diversos problemas de saúde, como catarata, hipertensão e doenças coronárias.

A elevação da glicemia é um sintoma claro de diabetes - ou no mínimo de pré-diabetes. Como essa doença não tem cura e pode acarretar graves complicações, é de extrema importância monitorar a oscilação do nível de açúcar no sangue, realizando exames preventivos e visitas ao médico sempre que possível.

glicose-alta

Por que a glicose alta é um problema

A glicose é um monossacarídeo (carboidrato simples) usado pelo organismo como principal fonte de energia. Em linguagem popular, refere-se a todo o açúcar absorvido através da alimentação. A insulina, fabricada pelo pâncreas, é responsável por conduzir a glicose para dentro das células, onde acontece sua queima (metabolização) para a produção de músculos e armazenamento de gordura, por exemplo.

Quando ocorre algum problema nesse processo é porque o corpo está tendo resistência à insulina e a glicose deixa de ser utilizada, ficando acumulada na corrente sanguínea.

Esse distúrbio ataca inicialmente os rins, que precisam eliminar o excedente através da diluição dos açúcares com água, transformando-os em urina. Por isso, os dois primeiros sintomas de glicose alta normalmente são sede constante e aumento repentino das idas ao banheiro.

A glicemia (ou nível glicêmico) é a taxa que indica a concentração de glicose (açúcar) no sangue. O índice considerado normal varia de 60 a 99 mg/dL (miligramas por decilitro de sangue). Entre 100 e 130 mg/dL é a faixa pré-diabética. Acima deste valor fica caracterizada a hiperglicemia, que, sem tratamento, se converte inevitavelmente em um dos dois tipos de diabetes mellitus.

Como o problema se manifesta

Os principais indícios de glicose alta são boca seca, aftas, irritabilidade, urina alaranjada e constante, sede excessiva, visão desfocada, cistite (infecção na bexiga), perda de peso, impotência, palidez e falta de energia, dentre outros possíveis, que variam conforme o caso, o tipo de diabetes (1 ou 2) e o paciente.

Há diversos fatores que influenciam para a taxa de glicose alta. Os principais têm relação com um estilo de vida desrregrado, que inclui sedentarismo, má qualidade do sono, falta de rotina alimentar, maus hábitos nutricionais, estresse, sobrepeso ou obesidade e hipertensão.

Não existe uma cura definitiva para a glicose em níveis elevados, pois ela não é uma doença em si, mas uma circunstância que abre portas para diversos problemas de saúde. É necessário monitorar constantemente as taxas glicêmicas e tomar algumas atitudes para sua manutenção em níveis adequados.

Isso passa por reeducação alimentar e nutricional, adoção de uma rotina de exercícios físicos (moderados) e abandono de maus hábitos, tais como tabagismo, alcoolismo e repouso de baixa qualidade.

É importante também evitar longos jejuns ou comer grandes quantidades a cada refeição, pois são situações que elevam rapidamente a glicemia. Em casos específicos, sob orientação médica, é possível adotar remédios antidiabéticos, impedindo que a doença se instale.

Suco ajuda no combate à glicose alta

Selecionamos para você uma receita fácil e completa, que reúne fibras, cereais, verdura e frutas, garantindo a manutenção do seu índice glicêmico. Este suco pode substituir uma de suas refeições ao longo do dia. Veja como fazer:

Ingredientes:

1 folha de couve manteiga

Suco de 4 laranjas-peras

Suco de 2 limões-sicilianos

2 colheres de sobremesa de semente de chia

Lascas de gengibre e gelo a gosto

Modo de Preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida, sem adoçar. Para otimizar a absorção dos nutrientes, é importante consumir logo após o preparo.

Agora que você já conhece as consequências da glicose alta, que tal responder algumas perguntas em um teste sobre o risco de diabetes? Não esqueça de deixar um comentário e acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
glicose alta
diabetes
prevenção do diabetes
pré-diabetes

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ