Clínica Geral

12/06/2014 09:00 - Atualizado em 23/11/2016 12:01

Fuja do vírus! Conheça 5 maneiras de se evitar resfriados

Quem nunca passou por um resfriado? A doença é considerada simples, mas causa desconfortos que alteram muito a nossa rotina.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Além do frio, o inverno traz outros inconvenientes como gripes e resfriados, que não são doenças graves, mas podem atrapalhar ou mesmo impedir a realização de nossas atividades diárias. Leia abaixo algumas dicas de como evitar resfriados.

 

Foto: Shutterstock

 Os sintomas você já conhece: dor de cabeça, garganta inflamada, dificuldade para respirar e dores pelo corpo. Quem nunca passou por um resfriado? A doença é considerada simples, mas causa desconfortos que alteram muito a nossa rotina, atrapalhando ou mesmo impedindo a realização de atividades diárias.

Afinal, o que é um resfriado?

O resfriado é uma infecção na parte superior do aparelho respiratório (nariz e garganta), com duração média de uma a duas semanas. Existem mais de 200 tipos de vírus diferentes que podem causar o resfriado. Os mais comuns são os derivados do “rinovírus”.

Logo após ser contraído, o vírus começa a prejudicar o revestimento interno das vias respiratórias. O corpo percebe a presença de uma ameaça e começa a reagir, gerando uma inflamação no local. Algumas bactérias aproveitam o momento para agir também, aumentando a produção de muco (catarro), o que pode levar o paciente a desenvolver até mesmo uma pneumonia bacteriana em casos mais graves.

O resfriado chega ao fim quando o revestimento interno do nosso nariz e garganta consegue se regenerar. Normalmente, isso ocorre em três ou quatro dias. Caso isso não aconteça, o paciente deve consultar um médico.

As crianças estão mais propensas a ter resfriados do que os adultos, podendo chegar a até 10 crises por ano. Por passar mais tempo com as crianças, as mulheres entre 20 e 35 anos de idade também estão mais expostas aos riscos. Enquanto eles têm uma média de dois resfriados por ano, elas sofrem até quatro crises da doença.

Por ter sintomas parecidos, é muito comum as pessoas confundirem o resfriado com a gripe. Mas é importante saber que as duas doenças são causadas por vírus diferentes e, por isso, o tratamento não pode ser o mesmo.

Resfriado: sintomas e tratamento

Normalmente, os primeiros sinais do resfriado são:

 - Secreção no nariz (coriza) intensa;

 - Nariz obstruído, dificuldade para respirar, tosse, espirros e garganta inflamada;

 - Mudança na voz, que fica mais ‘anasalada’ (por causa do nariz entupido);

 - Rouquidão;

- Diminuição no olfato e gustação;

 - Febre (mais branda em adultos e mais severa em crianças)

 - Dor de cabeça e em outras partes do corpo;

Está com dúvidas sobre os seus sintomas? Acesse o Onde Dói” e clique na parte do corpo onde está sentindo dor. A ferramenta irá lhe trazer mais informações sobre as possíveis causas das dores e doenças, de forma prática e rápida.

Vale a pena lembrar que não há um tratamento específico para o resfriado. Se você está passando por uma crise da doença é importante cuidar da hidratação via oral, para facilitar que secreções sejam expelidas pelo corpo. Para diminuir os sintomas o paciente também pode tomar analgésicos e antitérmicos, mas sempre com recomendação de um especialista. Além disso, os descongestionantes nasais (para melhorar a respiração pelo nariz) e os xaropes também ajudam bastante.

Confira 5 maneiras práticas para evitar resfriados neste inverno        

Os médicos indicam algumas atitudes que podem diminuir a possibilidade de que você pegue um resfriado. Siga as dicas abaixo para aumentar suas chances de evitar resfriados.

1 -       Mantenha hábitos saudáveis: procure ter uma vida mais saudável, evitando o sedentarismo e o estresse. Pratique exercícios físicos, encontre uma atividade que te dê prazer e não se esqueça de garantir na sua agenda os momentos de lazer. Isso ajuda a manter o nosso sistema imunológico forte e cria resistência a diversas doenças. Não se esqueça de tomar sol com frequência, pois ele ajuda a manter o equilíbrio de vitamina D no organismo.

2 -       Cuide da alimentação: uma alimentação equilibrada é muito importante para fortalecer o nosso sistema imunológico e, assim, evitar resfriados. Dê preferência para os alimentos antioxidantes, como as frutas e vegetais. Diminua o consumo de açúcar, que além de dificultar a ação do nosso sistema imunológico ele ainda serve de alimento para as bactérias e vírus.

3 -       Cuidado com as mãos: lave as mãos com frequência, principalmente após o contato com algum objeto de uso público ou de ter cumprimentado alguém, entre outros. Além disso, evite encostar os seus dedos no rosto com frequência, principalmente dos olhos e nariz. Os médicos afirmam que este é um dos caminhos mais rápidos para a contaminação com o vírus do resfriado.

4 -       Evitar contato com pessoas resfriadas: às vezes é impossível não ter um contato com alguém que esteja resfriado. Seja no trabalho ou mesmo em casa, é importante evitar maior aproximação. Se não tiver outra maneira, procure garantir que o lugar esteja bem arejado. É importante também não compartilhar copo ou talheres.

5 -       Evitar lugares fechados e mal arejados: ficar por muito tempo em locais que não possuem boa ventilação aumenta os riscos de transmissão do vírus que causa o resfriado. Evite permanecer em lugares fechados com outras pessoas, como em salas e escritórios, principalmente se tiver alguém que já esteja com sintomas de resfriado.

Se você ainda estiver com dúvidas sobre como evitar resfriados, acesse o Dicionário da Saúde. Nele você irá encontrar mais informações sobre causas, tratamentos e prevenção da doença. 

TAGS
evitar resfriados
atividades diárias
gripes

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ