Clínica Geral

07/10/2014 03:30 - Atualizado em 21/11/2016 09:40

Fibromialgia: Identifique os sintomas e conheça os tratamentos

Fibromialgia é uma síndrome que ainda não tem cura comprovada.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A fibromialgia trata-se de uma síndrome que provoca dores crônicas por todo o corpo, com especial sensibilidade nas articulações, nos músculos e nos tendões. A doença atinge principalmente as mulheres com idade entre 35 e 50 anos e ainda não tem cura comprovada.

fibromialgia

Sintomas incluem dores por todo o corpo

Os sintomas da doença podem ser difusos, em parte porque as dores não são específicas: aparecem por todo o corpo.

- Dor generalizada: o paciente com fibromialgia costuma queixar-se que “dói tudo”, já que as dores associadas à doença não se limitam a apenas uma parte do corpo.

- Fadiga: o cansaço costuma ser permanente. Mesmo que tenham dormido por muitas horas, os pacientes costumam acordar cansados. O sono também sofre variações em virtude da dor, sendo constantemente interrompido. Apneia e insônia também são distúrbios do sono comuns entre os portadores da doença.

- Dificuldades cognitivas: o esforço mental acaba se tornando mais difícil por causa da dor. Os pacientes costumam apresentar dificuldades para se concentrar e executar atividades que demandem mais capacidade de raciocínio ou memória.

- Palpitações.

- Formigamento e dormência nas mãos e nos pés.

- Cefaleia: a dor de cabeça, também associada com a enxaqueca.

- Dormência e formigamento nas mãos e nos pés.

- Redução na capacidade de praticar exercícios físicos: assim como a dor prejudica a concentração, também interfere no desempenho em atividades esportivas.

Causas da fibromialgia ainda são desconhecidas

Embora existam alguns fatores que geralmente são associados à doença, ainda não há certeza a respeito das causas que provocam a síndrome. Algumas das características incluem:

- Predisposição genética: não são raros os casos em que a fibromialgia é recorrente em pessoas da mesma família. Esse fator levou os especialistas à conclusão de que, de alguma forma, a genética influencia no surgimento do problema. No entanto, o gene ainda não foi descoberto, de modo que essa é apenas uma suposição.

- Infecções ocasionadas por vírus: os vilões da saúde são responsáveis por uma série de complicações. A fibromialgia pode estar - mas não há comprovações - entre elas.

- Sedentarismo, ansiedade e depressão: esses fatores também podem ter relação com o surgimento da síndrome, embora não se saiba até que ponto eles causam o problema ou são, na verdade, consequência das dores.

Diagnóstico da fibromialgia depende dos relatos do paciente

Ainda não há um exame ou teste laboratorial capaz de determinar o diagnóstico da doença, de modo que os relatos específicos do paciente, assim como o histórico de sintomas, é essencial para que o médico faça a análise clínica e consiga diagnosticar o problema.

Identificar os pontos dolorosos apalpando-os costuma ser a principal maneira de indentificar a doença. Em alguns casos, podem ser solicitados exames de sangue a fim de descartar outras patologias com sintomas ou características semelhantes.

Não há cura

Não existe ainda cura comprovada para a doença. Assim, o tratamento envolve cuidados multidisciplinares e o uso de analgésicos para aliviar a dor. Entre as recomendações, tem-se:

- Ingestão de analgésicos e antiiflamatórios.

- Atividade física frequente.

- Acompanhamento psicológico e emocional.

- Massagens e acupuntura.

- Cuidados especiais para garantir menos estresse e mais conforto ao sentar-se e durante a noite.

Você curte nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde
sintomas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ