Clínica Geral

16/10/2015 11:06 - Atualizado em 03/12/2016 12:37

Feridas na cabeça: E agora? Confira 6 possíveis causas

Infecções, lesões e até mesmo câncer de pele podem causar o problema.

POR

Redação

  • +A
  • -A

As feridas na cabeça são, além de doloridas, sinal de que algo pode não estar bem. O problema deve ser tratado o quanto antes e apenas uma consulta com um dermatologista poderá identificar com exatidão a sua origem.

Dr. José Rogerio, médico dermatologista e coordenador do Departamento de Cabelos e Unhas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), explica que vários problemas podem causar feridas na cabeça. Confira os principais e saiba como combatê-los.

Saiba Mais
Entenda a importância dos curativos para feridas
Couro cabeludo também precisa de cuidados
Confira dicas para fazer a barba e evitar a foliculite

6 causas para feridas na cabeça

médica verifica feridas na cabeça do paciente1. Fotoculite

Lesões semelhantes a espinhas, chamadas de fotoculite, são um dos principais motivos para feridas na cabeça. A infecção no folículo piloso, onde nasce o cabelo, pode ocorrer por um desequilíbrio da flora, por excesso de seborreia ou por baixa imunidade.

2. Micose

Lesões com descamação indicam alguma micose. A infecção fúngica pode ser contraída de animais, de pessoas ou do próprio ambiente. Se não tratada a tempo, podem causar perda permanente dos cabelos.

3. Pré-câncer ou câncer de pele

O couro cabeludo é uma área bastante exposta aos raios solares, principalmente entre quem tem calvície. Feridas na cabeça que demorem para cicatrizar podem ser sinal de câncer de pele e precisam de tratamento imediato.

4. Pintas

Pintas comuns podem sofrer traumas com escova de cabelo, pente, chapinha ou secador. Assim, acabam se transformando em uma ferida dolorida.

5. Cistos

Os cistos ocorrem devido ao acúmulo de sebo e geralmente são um problema hereditário.

6. Alergias

Reações alérgicas a cosméticos diversos podem causar feridas no couro cabeludo, já que a região fica irritada e sensível com determinadas substâncias.

Bons hábitos contribuem para prevenção

Dr. José explica que, devido à diversidade de problemas que causam as feridas na cabeça, o tratamento só pode ser iniciado após um diagnóstico com um médico dermatologista. O profissional explica que exames poderão avaliar a origem do problema e a saúde do couro cabeludo.

Para prevenir as lesões, bons hábitos envolvem:

- Evitar químicas como tinturas, alisamentos e calor excessivo

- Usar bonés ou chapéus quando ficar exposto ao sol

- Ter cuidado ao escovar os cabelos, evitando machucar a pele da cabeça.

Além disso, uma higiene adequada é essencial. Quando há excesso de sebo no folículo piloso, as chances de desenvolver um problema que ocasione os traumas na cabeça são muito maiores. Por isso, escolher um bom shampoo e um bom condicionador contribui não apenas para cabelos mais bonitos, mas, também, para a saúde da pele.

Caso você note qualquer anormalidade no couro cabeludo, não deixe de procurar aconselhamento médico. Especialmente por ser uma área de pouca visibilidade, apenas um profissional poderá diagnosticar com precisão o que está errado.

Gostou das dicas? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras novidades de saúde e beleza aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
alergia
câncer de pele
seborreia
lesões na cabeça

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ