Clínica Geral

21/07/2014 01:30 - Atualizado em 29/10/2016 08:04

Febre Chikungunya tem sintomas semelhantes à dengue

Há casos da Febre Chikungunya em países próximos ao Brasil, como a Guiana Francesa.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Assim como a dengue, a Febre Chikungunya é uma doença viral transmitida por um mosquito. Ela tem origem na África mas, nos últimos anos, o vírus tem migrado e foram registrados casos nos demais continente.

Febre Chikungunya no Brasil?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

No Brasil, por enquanto, foram registrados alguns casos de pessoas contaminadas pela Febre Chikungunya. Todos eles, no entanto, foram infectados no exterior – são cerca de 40 países por onde o vírus já circula há algum tempo.

Há, porém, registro de ocorrências em ilhas do Caribe e na Guiana Francesa, país que faz divisa com o estado brasileiro do Amapá. Ou seja, o risco de transmissão em território nacional existe.

Causas da Febre Chikungunya

A Febre Chikungunya pode ser transmitida, bem como a dengue, pelo mosquito Aedes aegypti. A diferença é que ela possui outro transmissor, o Aedes albopictos, mosquito que pode ser encontrado também em regiões rurais.

O mosquito que picar uma pessoa contaminada pode transportar o vírus por toda a sua vida, sendo um potencial transmissor para populações que não possuem anticorpos contra ele. Por esse motivo, apesar de a doença não ser transmitida de uma pessoa para outra – somente pela picada de um mosquito –, medidas devem ser tomadas para bloquear essa transmissão logo que uma pessoa seja diagnosticada com a doença.

O período de chuvas é o mais propício para a reprodução dos mosquitos. No entanto, o transmissor pode suportar longos períodos de seca. Ele se adapta melhor a regiões tropicais e subtropicais – raramente a transmissão ocorre em locais com temperaturas abaixo dos 16° C.

Sintomas

Depois de quatro a oito dias após a pessoa ser picada por um mosquito transmissor da febre chikungunya, a pessoa apresenta febre repentina e dores nas articulações. Na sua fase aguda, a febre é muito alta, acompanhada de dor de cabeça, dores musculares, erupções na pele e até mesmo conjuntivite. A dor nas articulações pode ser tão forte de modo a impedir determinados movimentos, podendo permanecer até anos.

Geralmente, os sintomas duram entre 10 a 15 dias e desaparecem em seguida. Casos graves são raros, mas há relatos de complicações cardíacas e neurológicas – principalmente em pacientes idosos. Na maioria dos casos os sintomas são brandos e a doença pode ser diagnosticada como dengue, erroneamente.

O diagnóstico clínico costuma ser feito de acordo com uma avaliação clínica cuidadosa e análise de exames laboratoriais. Podem ser pedidas amostras de sangue. Casos suspeitos de infecção de Febre Chikungunya devem ser notificados o mais breve possível a órgãos de saúde oficiais.

Tratamento

Como não existe vacina para prevenir a doença e tampouco tratamento que a cura, geralmente o médico receita medicamentos que atuam sobre os sintomas apresentados. Podem ser receitados antipiréticos e analgésicos para aliviá-los, por exemplo. No caso de dores articulares muito fortes, pode ser recomendado o uso de corticoides.

Infecções hemorrágicas são poucos comuns, mas nesse caso deve haver o cuidado de evitar medicamentos à base de ácido acetilsalicílico, como a aspirina, nos primeiros dias de manifestação dos sintomas. Como prevenção, deve-se tomar os mesmos cuidados referentes à dengue, no sentido de evitar a proliferação do mosquito, evitando deixar água parada no quintal de sua casa.

E aí, gostou do texto ? Deixe seu comentário e compartilhe 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ