Clínica Geral

04/02/2016 04:00 - Atualizado em 01/12/2016 10:23

Envelhecimento pode comprometer o paladar dos idosos

Dieta saudável e atividade física podem aumentar a qualidade de vida.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O envelhecimento é um processo natural do corpo. E, apesar de os idosos virem conquistado mais autonomia e qualidade de vida, algumas consequências são inevitáveis. Entre elas, está a diminuição da sensibilidade do paladar.

A partir dos 60 anos, em geral, muitos idosos acabam percebendo menos o gosto dos alimentos. Isso ocorre pois há uma diminuição de receptores específicos para as percepções gustativas.

Mudanças no paladar do idoso

Enquanto cada papila gustativa de um jovem possui 250 corpúsculos, receptores de estímulos, nas pessoas acima de 70 anos o número cai para menos de cem. Geralmente, a queda é causada pelo uso de medicamentos, por doenças ou por ferimentos.

paladar do idoso

Apesar de não ocorrer com todos os idosos, a perda de paladar é bastante comum. Porém, é importante estar atento para identificar se esse sintoma pode ou não ser sinal de algo mais sério, como diabetes ou doenças degenerativas.

Outro cuidado diz respeito à desnutrição na terceira idade. Muitas pessoas acabam deixando de comer certos alimentos pelo fato de não sentirem mais o gosto como no passado. Por isso, é importante que a família incentive o idoso a continuar com uma alimentação equilibrada e saudável. Pratos variados são importantes para fornecer os nutrientes essenciais ao organismo.

Uma consequência da mudança de paladar é o maior risco de desenvolver hipertensão. Com menos percepção para o gosto salgado, o indivíduo pode acabar exagerando no sal e nos condimentos, a fim de dar mais sabor à comida. Uma alternativa para contornar o problema é utilizar ervas e temperos naturais no lugar dos compostos ricos em sódio.

Um estudo realizado por pesquisadores do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP) revelou que 26% dos pacientes com Alzheimer têm dificuldades de sentir o sabor dos alimentos. No estudo, o gosto salgado é o primeiro a ser prejudicado, desde o estágio inicial da doença. Durante a evolução dela, o paladar para doce e amargo também acabam afetados.

3 dicas para aumentar a qualidade de vida

A mudança do paladar causada pelo envelhecimento é um incômodo natural. Porém, apostando em hábitos saudáveis no dia a dia, é possível desfrutar de uma terceira idade mais tranquila e positiva. Confira algumas dicas indispensáveis.

Dieta saudável

Uma alimentação equilibrada é uma das melhores formas de manter a saúde em dia. É preferível que a dieta seja elaborada por um nutricionista. O profissional poderá avaliar as carências do corpo e os objetivos do paciente.

Exercícios físicos

O sedentarismo é um vilão da saúde de jovens e de idosos. Aposte em pelo menos 30 minutos de atividades físicas diárias para fortalecer o organismo. Vale dar uma caminhada, fazer hidroginástica ou pedalar.

Hobbies

Para diminuir os níveis de ansiedade e de estresse, aposte em atividades que lhe proporcionem prazer. Reúna-se com amigos e familiares, participe de projetos ou de grupos da terceira idade e conquiste mais bem-estar.

Que achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
terceira idade
alimentação
hipertensão
alzheimer

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ