Clínica Geral

01/06/2015 12:12 - Atualizado em 24/11/2016 07:26

Entenda por que alimentos transgênicos causam polêmica

Os alimentos modificados geneticamente dividem opiniões sobre benefícios e riscos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabe o que são alimentos transgênicos e por que eles causam opiniões diversas? Entre prós e contras para a agricultura e a saúde das pessoas, os produtos geneticamente modificados geram polêmica sobre os riscos que podem trazer para a qualidade e a segurança da alimentação.

Muitas pessoas não sabem que a maioria dos alimentos consumidos hoje em dia possui componentes transgênicos. Mesmo depois de duas décadas de utilização do procedimento, que é considerado seguro pelas instituições governamentais, o método ainda divide a opinião pública e gera desconfiança.

transgenicos

Entenda o que são alimentos transgênicos

São classificados como alimentos transgênicos aqueles geneticamente modificados. O DNA desses produtos é alterado e, em algumas técnicas, são implantados fragmentos do DNA de bactérias, vírus ou fungos. Esses fragmentos contêm genes que codificam a produção de herbicidas.

Alguns produtos são modificados para melhorar a qualidade e o valor nutricional, enquanto os vegetais são alterados para resistirem ao ataque de pragas, vírus e fungos. Outros alimentos sofrem modificações para aumentar a produção e o seu próprio tamanho, ou ainda para que a data de validade seja maior.

Recentemente, foi aprovado no Brasil um projeto de lei que, ao contrário da lei vigente, dispensa a obrigatoriedade de um símbolo amarelo nos rótulos de produtos que contenham matéria-prima geneticamente modificada. O aviso aos consumidores somente seria obrigatório para os alimentos que tivessem mais de 1% de transgênicos na composição.

Com isso, a polêmica aumenta em torno do assunto, pois os consumidores exigem o direito de saber o conteúdo do produto consumido e as suas consequências. E, inclusive, conhecer qual foi a técnica utilizada na produção e na melhoria do alimento. Milho, margarina, salsicha e soja estão entre os produtos com introdução de substâncias transgênicas.

Efeitos dos transgênicos no ambiente e na saúde

Os pontos considerados positivos na produção de transgênicos são o aumento da produção; maior resistência às pragas (vírus, fungos, bactérias e insetos); resistência aos agrotóxicos; aumento do conteúdo nutricional; e maior durabilidade e tempo de estocagem.

Já os possíveis efeitos negativos são que a seleção natural tende a ser maior nas plantas que não são transgênicas; a eliminação de populações naturais de insetos, animais e outras espécies de plantas; a poluição genética e a perda de biodiversidade; e o aumento de reações alérgicas nos seres humanos, além de resistência aos antibióticos.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), é seguro consumir alimentos geneticamente modificados.

Porém, muitos acreditam em efeitos negativos para os seres humanos e para o meio ambiente a longo prazo, já que a produção de alimentos transgênicos em grande quantidade ainda é recente.

Em 2012, um estudo realizado pela Universidade de Caen, na França, divulgou que camundongos nutridos com alimentos geneticamente modificados sofrem de câncer com mais frequência e morrem antes.

Neste ano, o Massachussetts Institute of Technology (MIT) realizou uma pesquisa que confere ao glifosato — um dos herbicidas mais utilizados — a capacidade de causar autismo em 50% das crianças até 2025.

Você é a favor ou contra os transgênicos? Conte para nós! E continue acompanhando as novidades de saúde do Vivo Mais Saudável.

TAGS
segurança alimentar
alimentação saudável
alimentos geneticamente modificados
transgenia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ