Clínica Geral

03/09/2014 06:00 - Atualizado em 06/12/2016 08:48

Entenda o que causa a presbiopia, a popular vista cansada

Primeiros sinais da presbiopia costumam aparecer a partir dos 40 anos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A presbiopiaconhecida popularmente como “vista cansada”, consiste na diminuição da capacidade de foco da lente do olho, dificultando a percepção de objetos próximos a ele e prejudicando a leitura de livros ou bulas de remédio, por exemplo.

O problema está relacionado ao enrijecimento e consequente perda da elasticidade dos músculos ciliares, situação que provoca a necessidade de um grande esforço da pessoa afetada para focalizar objetos relativamente próximos ao olho.

Envelhecimento é o principal causador da presbiopia

Esse processo de enrijecimento dos músculos responsáveis pela contração e dilatação da lente do olho é natural e inevitável. Por se tratar de uma transformação lenta e gradativa, os primeiros sinais da presbiopia costumam aparecer, na maior parte dos casos, a partir dos quarenta anos.

presbiopia

Dessa idade em diante, pode ser uma atitude comum assumir uma distância em relação ao objeto que se busca focalizar. É o caso bastante frequente, por exemplo, de pessoas com idade avançada esticando o braço para afastar objetos de leitura, como jornais, revistas ou rótulos de produtos.

Sintomas são específicos e facilitam o diagnóstico

Não há muito mistério no que se refere ao diagnóstico clínico da presbiopia. Isso porque os sintomas surgem naturalmente com o envelhecimento e são bem característicos da doença. São eles:

- Diminuição da capacidade de foco em objetos próximos

- Fadiga ocular

- Dor de cabeça.

Tratamento da presbiopia

Assim como é impossível prevenir a doença, também não existe cura definitiva para a presbiopia. Os experimentos realizados por especialistas não resultaram em avanços nesse sentido, de modo que a ciência ainda continua refém da doença.

Cirurgias em caráter experimental tentaram aumentar o espaço onde o cristalino - responsável pelo foco da imagem - se encontra, permitindo que ele volte a ter capacidade de acomodação, mas essa medida só conseguiu adiar o surgimento da popular “vista cansada”.

Para identificar o tratamento e o tipo de lente ideal para cada caso, o oftalmologista consultado poderá fazer uso de alguns exames específicos, como:

- Exame da retina

- Teste de integridade do músculo

- Exame de refração

- Acuidade visual.

A partir desses testes, será possível prescrever a lente exata a fim de sanar o problema. Nos dias atuais, existe uma boa variedade de lentes corretivas, as quais são definidas de acordo com as expectativas e necessidades dos usuários. Uso profissional ou recreativo, por exemplo, podem implicar decisões diferentes.

Optando por óculos, é necessária a confecção de lentes positivas, multifocais ou progressivas, com o objetivo de convergir as imagens diretamente até a retina. Embora todas as lentes para correção da presbiopia devam objetivar a recuperação visual para perto, nem todas possuem as mesmas características técnicas.

Para pessoas que já apresentam problemas de visão e, por isso, usam óculos, o surgimento da doença pode ser notado como um fenômeno praticamente repentino. Nesses casos específicos, as lentes multifocais podem ser indicadas, pois permitem uma boa visualização também à distância.

Gosta das nossas dicas? Então deixe um comentário e curta nossa página no Facebook para acompanhar todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
oftalmologia
saúde
vista cansada

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ