Clínica Geral

18/05/2015 03:01 - Atualizado em 28/10/2016 04:55

Entenda o que acontece com uma pessoa em coma

Indivíduo pode ficar em coma durante dias ou até anos, mas segue recebendo tratamento médico.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Pensar em uma pessoa que entra em coma é imaginar alguém em estado semelhante ao de um sono profundo. Nesse quadro, contudo, ela mas não está consciente, não pode ser acordada e nem responde a estímulos. A condição ocorre em diferentes graus, que variam de acordo com as causas.

Com os tratamentos adequados, é possível reverter o quadro e o paciente acordar, mas os médicos não conseguem garantir e nem prever quando isso acontecerá. As possíveis sequelas após o coma também podem ser enfrentadas com sucesso - mas há um longo caminho a ser vencido.

em coma

Saiba como uma pessoa entra em coma

Entrar em coma significa entrar em um estado de inconsciência que dura mais de seis horas. Nesse período, não há resposta à dor, à luz ou ao som, por exemplo, e tampouco o paciente manifesta ações voluntárias.

Com a consciência comprometida e demonstrando pouca ou nenhuma reação, ele não é capaz de abrir os olhos, pronunciar palavras ou obedecer a comandos.

Quando alguém entra em coma, isso quer dizer que alguma doença grave está comprometendo o seu sistema nervoso central.

As causas podem estar diretamente relacionadas ao sistema nervoso, como tumores, meningite, acidente vascular cerebral e traumas, ou então, afetar indiretamente o funcionamento das células nervosas, como insuficiência respiratória, hemorragias, intoxicações e falta de oxigenação no cérebro.

As origens do coma são divididas em três tipos: supratentoriais, infratentoriais e difusas (também chamadas de multifocais ou metabólicas), que se diferem de acordo com a região do cérebro que é afetada.

Existe ainda o coma induzido, que acontece por meio de medicamentos sedativos que levam a pessoa a esse estado. O método é utilizado pelos médicos para baixar o nível de consciência do paciente, buscando facilitar a ação de um tratamento.

Em geral, um paciente em coma fica com o sistema respiratório comprometido, respirando com a ajuda de tubos e aparelhos.

Outras funções também podem ficar prejudicadas, como a cardíaca, precisando de medicamentos que são injetados diretamente na veia para manter o organismo funcionando corretamente. A alimentação costuma ser feita por meio de sonda, com um composto de nutrientes.

Como reverter o quadro de uma pessoa em coma

Uma pessoa pode ficar em coma alguns dias ou durante anos, sem ser possível ter certeza se um dia ela acordará ou não. O tratamento feito para aumentar as chances de recuperação consiste em reverter a causa que levou o doente a esse estado. A sedação é muito utilizada para exigir o mínimo possível da atividade cerebral e diminuir o dano às células nervosas.

Ainda que o paciente se recupere do coma, sua qualidade de vida é afetada, podendo ter que conviver com sequelas motoras, sensitivas, intelectuais, convulsivas ou até comportamentais.

As mais comuns afetam a fala, os movimentos e a visão. Isso varia de acordo com a área atingida, mas as sequelas podem ser revertidas tanto naturalmente quanto com tratamentos de fisioterapia e fonoaudiologia.

Uma pessoa que permanece em estado de coma por muito tempo pode enfrentar ainda mais consequências. Em casos graves, quando as células nervosas sofrem muitos danos, elas acabam morrendo, levando o indivíduo a um estado vegetativo persistente ou até mesmo conduzindo à morte cerebral.

Agora que você sabe mais sobre o coma, foque em sua saúde. Deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
doenças
perda de consciência
sequelas
estado vegetativo

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ