Clínica Geral

19/12/2015 12:00 - Atualizado em 12/11/2016 02:24

Entenda as causas da hipertensão e evite o problema

A pressão alta é responsável por 40% dos infartos e 80% dos derrames nos brasileiros.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Já mediu a sua pressão hoje? Se você é apaixonado por fast food, vive uma rotina sedentária e não abre mão de uma cervejinha, saiba que corre riscos. As causas da hipertensão, doença que acomete uma em cada quatro pessoas adultas no Brasil, são baseadas em comportamentos nada saudáveis.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), a doença é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. Porém, as consequências da pressão alta podem ser evitadas, desde que você esteja disposto a abrir mão de alguns vícios. Saiba mais sobre o assunto a seguir.

causas da hipertensão, pessoa tirando a pressão com médico

Segundo a pesquisa Vigitel 2014 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), aproximadamente um em cada quatro brasileiros apresenta hipertensão. De acordo com o estudo, 24,8% dos entrevistados sofrem com os traços da doença, que é capaz de causar complicações graves e fatais.

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o limite diário recomendado para o consumo de sal é de 2 gramas. O valor, no entanto, é ignorado pelos brasileiros. Segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF/IBGE) de 2008, a população ingere aproximadamente 12 gramas por dia – ou seja, seis vezes mais que o recomendado.

Principais causas da hipertensão

A SBH indica quais são as principais causas da doença. Confira.

1. Hereditariedade: quando a pré-disposição aparece em diversos membros da família.

2. Idade: o envelhecimento aumenta os riscos.

3. Etnia: pessoas negras são mais propensas a apresentar pressão alta.

4. Peso: a obesidade é um fator de risco.

5. Sedentarismo: a falta de atividade física contribui para o excesso de peso.

6. Má alimentação: frutas e verduras não devem ser substituídas por fast food.

7. Sal em excesso: agrava a hipertensão arterial.

8. Álcool: pode comprometer a pressão.

9. Tabagismo: fator de risco para as doenças cardiovasculares.

10. Estresse: pode aumentar a pressão sanguínea.

Saiba Mais
Feijão azuki ajuda a controlar hipertensão e diabetes
Crise hipertensiva exige calma e socorro rápido
Hipertensão na gravidez é mais comum no terceiro trimestre

Sintomas, consequências e tratamentos

No início, a doença é silenciosa. Já em estado grave, pode acarretar dores de cabeça, vômito, falta de ar, agitação e visão borrada. Todos esses sintomas, de acordo com a SBH, são em decorrência de lesões que afetam o cérebro, os olhos, o coração e os rins.

Se não tratada, a hipertensão pode ocasionar derrames cerebrais e doenças do coração, como infarto, insuficiência cardíaca e angina, além de insuficiência renal, paralisação dos rins e problemas na visão.

O tratamento medicamentoso é recomendado para reduzir a resistência vascular periférica, promovendo vasodilatação. Em outras palavras, os remédios dilatam os vasos sanguíneos e garantem que o sangue consiga se mover pelo corpo de forma adequada.

Além dos medicamentos, cabe ao paciente apostar em hábitos saudáveis para evitar as causas da hipertensão. Eles são simples e não pedem muito esforço:

1. Meça a pressão sempre que possível.

2. Deixe de lado açúcares, gorduras, alimentos industrializados e processados. Opte pelos ingredientes cozidos, assados, grelhados ou refogados com temperos naturais.

3. Pratique atividades físicas semanalmente. Troque o elevador pelas escadas e procure auxílio profissional para trabalhar o condicionamento físico.

4. Utilize apenas uma colher de chá de sal para todo o cardápio do dia.

5. Controle a cervejinha do fim de semana.

6. Não fume.

7. Procure maneiras de amenizar o estresse.

Viu como não é preciso temer as causas da hipertensão? Conte para nós o que falta para você controlar a doença! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
pressão alta
sedentarismo
hábitos saudáveis
infarto

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ