Clínica Geral

05/06/2015 03:32 - Atualizado em 04/12/2016 11:30

É normal? Entenda os motivos das dores no corpo

Quando a dor é persistente ou muito intensa, deve servir como um sinal de alerta para outros problemas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Sentir dor de cabeça após um dia cheio de trabalho ou dor nas pernas depois de ficar muito tempo em pé são situações normais, não é? Mas quando essas dores no corpo se tornam frequentes e muito intensas, é preciso ficar de olho, pois elas podem estar mascarando outros problemas mais sérios.

Para saber quando as dores não são mais consideradas normais, é importante prestar atenção aos sinais que o corpo dá, como o local afetado e o surgimento de outros sintomas. Saiba como identificar a causa das dores e quando é hora de procurar a ajuda de um médico.

Principais causas das dores no corpo

As dores no corpo mais comuns são as musculares, que ocorrem devido a um esforço excessivo que vai além da capacidade, seja em atividades físicas, postura inadequada, trabalho repetitivo ou até mesmo estresse. Também chamada de mialgia, a dor muscular acomete qualquer parte do corpo, sendo causada pela tensão dos músculos.

As dores musculares mais simples são aquelas que ocorrem de forma difusa, causadas por um esforço físico exagerado, como a mudança da intensidade do treino, por exemplo. Há as causadas por lesões, como estiramentos e distensões, as provocadas por doenças reumáticas como a fibromialgia, ou ainda as por problemas como fadiga crônica ou infecções virais e bacterianas.

dores no corpo

Para identificar complicações nas dores no corpo, fique atento a sintomas como dor no peito que irradia para o braço, indicando problema cardiológico; dor nas costas, com irradiação, formigamento e diminuição de força motora, que pode indicar hérnia de disco; dor no corpo todo, com desânimo e falta de energia, podendo ser sinal de fibromialgia.

Outra situação comum, principalmente nas mulheres, é a dor nas pernas. Quando acompanhada de inchaço, sensação de formigamento e varizes, indica má circulação sanguínea. É importante tratar o problema logo no início para não agravar para casos de trombose e outras complicações até mesmo cardíacas.

Entre as principais dores no corpo, também estão as de cabeça. É preciso levar em consideração fatores como duração, intensidade e localização do incômodo para facilitar o diagnóstico do médico. Estresse, má qualidade do sono, enxaqueca e sintoma de outras doenças, como gripe e sinusite, são as principais causas da cefaleia.

Como tratar as dores no corpo

Em nenhum caso de dores no corpo a automedicação é indicada, pois o uso excessivo de analgésicos mascara o problema, causa dependência e provoca um círculo vicioso de dor, podendo evoluir para lesões mais graves. A dor é um mecanismo de autoproteção do corpo e, quando ocorre de forma persistente, deve servir como um alerta.

No caso de dores musculares, é indicado respeitar os limites do corpo, aquecer e alongar antes de praticar atividades físicas e fazer pausas durante trabalhos de esforço repetitivo. Para as dores devido à má circulação, elevar as pernas no final do dia ou dormir com os pés mais elevados que o corpo ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo e aliviar os incômodos.

Quando as dores se tornam persistentes e intensas, prejudicando as atividades do cotidiano, é hora de procurar um médico. Apenas um profissional da saúde pode avaliar a causa do problema e receitar o medicamento ou tratamento adequado.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
lesões
cefaleia
esforço repetitivo
sintomas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ