Dra. Jaqueline Scholz Issa

ESPECIALIDADE

Cardiologia

ONDE ATENDE

Rua Apinajés, 1.100, conj. 1.110

  • (11) 3675-2629

Dra. Jaqueline Scholz Issa

Apresentação

Diretora do Programa Ambulatorial de Tratamento ao Tabagismo - Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.

O que Trata

Tratamento ao Tabagismo.

Formação Acadêmica

Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

Cargos e Títulos

Residência em Clínica Médica HC - FMUSP e Cardiologia INCOR HC - FMUSP Pós Graduação: Administração Hospitalar - Fundação Getulio Vargas/PROHASA Doutorado em Cardiologia pela Faculdade de Medicina da USP

Clínica Geral

30/05/2014 09:00 - Atualizado em 01/01/2017 01:29

Dúvidas comuns de fumantes ativos e passivos

Cardiologista fala sobre a dependência, tratamentos, quando usar medicamentos e o mal causado pela fumaça do cigarro.

POR

Dra. Jaqueline Scholz Issa

  • +A
  • -A

Dúvidas comuns de quem fuma:

1. Tabagismo é uma dependência química?

Sim, existem receptores no cérebro que são ativados pela nicotina e passam a interferir no funcionamento de circuitos cerebrais de recompensa , prazer , humor , concentração e atenção. A ativação dos receptores determina sensações positivas, e o fumante vai relacionando isto às atividades do cotidiano, estabelecendo respostas de recompensa em várias circunstâncias como após refeições, após tomar cafezinho, tomando bebida alcoólica, reunião de amigos, trabalho, ou mesmo para ficar mais atento ou para atenuar a raiva, frustrações, tristeza e ansiedade.

Vida sem Cigarro: Veja uma série de justificativas para não largar o vício sendo desbancadas por orientações esclarecedoras

2. Quais os tratamentos mais indicados para combater o tabagismo e taxas de sucesso obtidas?

Tomar a decisão de parar é fundamental. Muitas pessoas tentam parar de fumar por conta própria, mas a taxa de sucesso é cerca de 5% a 7%. Isto porque os sintomas de abstinência a nicotina castigam os fumantes, que acabam desistindo frente a dificuldade, e voltam a fumar. Quando se oferece a eles técnicas de mudanças comportamentais e de como lidar com a fissura (vontade intensa de fumar) a taxa pode chegar de 15 a 20%. Ao associar técnicas de mudança de comportamento e medicamentos para tratar sintomas de abstinência, a taxa chega a 40 a 50%. Dependendo do grau de dependência é estabelecida a estratégia de uso dos medicamentos.

Até que ponto você depende do cigarro? Dê o primeiro passo para largar o vício

3. Quando se deve usar medicamentos antitabaco para tratar fumantes ?

Os fumantes com dependência leve podem parar de fumar com mais facilidade sem precisar de medicamentos, usando técnicas de mudança de comportamento e lidando com a fissura. Dependentes moderados deverão usar as técnicas mencionadas e adicionalmente, se os sintomas de abstinência continuarem incomodando muito, o uso de reposição de nicotina pode ser necessário. Fumantes com dependência intensa, possivelmente sentirão sintomas de abstinência de forma mais intensos, sendo benéfico o uso de medicamentos antitabaco mais potentes, necessitando do acompanhamento médico, sempre associado à técnica de mudança comportamental e treino de habilidades para lidar com a fissura.

Conheça técnicas e terapias para mudanças comportamentais e retome seu bem-estar e sua saúde!

4. Quais mudanças que podem ser úteis para os fumantes?

Fazer atividade física é fundamental para garantir maior sucesso na tentativa, prevenir ganho de peso e alegrar a vida do ex-fumante. Qualquer coisa é bem-vinda, dança, ginástica, academia, lutas, yoga, caminhada, futebol, natação, bicicleta, tênis, vôlei, basquete, etc... qualquer uma dessas atividades ajuda muito.

Inspire-se aqui e escolha a atividade física ideal para você

5. Quais são as principais conseqüências do tabagismo?

Tabagismo reduz a expectativa de vida dos homens em 10 anos e das mulheres em 14 anos. 50% dos fumantes vão morrer em conseqüência do tabagismo, de infarto, derrame, câncer ou doença pulmonar (enfisema e bronquite). Quanto mais cedo se para de fumar, maior será a oportunidade de se livrar desses males. Antes dos 35 anos, dá para apagar as marcas do cigarro. De qualquer forma, sempre existe benefício em parar de fumar em qualquer idade.

Faça o cálculo de quanto você gasta com cigarro e inspire-se para largar o vício

6. O tabagismo causa impotência? Por quê?

Sim, geralmente após 25 a 30 anos de tabagismo podem surgir os primeiros sintomas da disfunção erétil (dificuldades de ereção). Isto ocorre porque as substancias do cigarro atrapalham a oxigenação e circulação de sangue, aumentando risco de impotência.

Pare de vez! Identifique situações do dia a dia e saiba como evitar recaídas

Dúvidas comuns de fumantes passivos:

1. O que há na composição da fumaça do cigarro prejudicial à saúde?

São elementos que podem levar a derrames cerebrais e outros problemas. O tabagista passivo vive em situação de risco. Por isso não se deve fumar em ambientes fechados.

 2. Quais males a fumaça do cigarro pode causar a adultos, gestantes e crianças?

São males que nós já conhecemos. Os riscos podem ser derrames, doenças cardiovasculares e respiratórias. Por curiosidade, antigamente as mulheres de homens fumantes eram as maiores vítimas, hoje o maior número de fumantes passivos são as crianças. Na China a situação é bem mais complicada, cerca de 50% dos homens fumam e, culturalmente, as mulheres não.

3. Sintomas de irritação comuns de quem convive com fumantes:

Sim, a fumaça do cigarro pode atacar olhos e vias respiratórias principalmente. O importante é não fumar em ambientes fechados. Só para constatar, na Califórnia já está se propondo uma lei para proibir fumar dentro de veículos.

4. Como os fumantes passivos podem minimizar os malefícios à saúde?

Simplesmente é pedindo que os fumantes não fumem por perto. Esse é o melhor método.

Esperamos que a Dra. Jaqueline tenha esclarecido algumas de suas dúvidas e que você tenha se inspirado para abandonar o cigarro. Se você não fuma, compartilhe com quem você gostaria que deixasse esse vício. 

Fique de olho na seção Eles explicam para mais artigos, dicas e entrevistas de nossos especialistas!

E deixe seu comentário abaixo. 


TAGS
fumantes ativos
fumantes passivos
dúvidas sobre cigarro
cigarro impotencia sexual
dependencia cigarro
cigarro faz mal
parar de fumar
dia mundial sem tabaco

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ