Clínica Geral

11/12/2014 01:16 - Atualizado em 01/12/2016 10:31

Diarreia infecciosa: Conheça os riscos de complicações

Saneamento básico precário está entre as causas mais comuns de diarreia infecciosa.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Mais comum em crianças, a diarreia infecciosa geralmente está associada a condições precárias de saneamento. Mas não se engane: isso não significa que aqueles com acesso a um saneamento de qualidade estão livres da doença. Prevenir o problema ainda é a melhor maneira de evitar as complicações decorrentes dele.

Diarreia infecciosa é causada por viroses

As diarreias infecciosas estão entre as principais causas de morte no mundo, principalmente pela incidência da doença entre crianças de países subdesenvolvidos, onde a ocorrência chega a ser três vezes maior na comparação com os países desenvolvidos.

diarreia infecciosa

Assim, os principais fatores de risco para o surgimento da diarreia infecciosa são baixa condição sócio-econômica, saneamento básico precário (água e esgoto) e idade inferior a cinco anos. Entre as causas, pode-se apontar:

- Infecções a partir de bactérias, como a Salmonella e a Shighella

- Infecções de ordem viral

- Toxinas bacterianas

- Uso excessivo de laxantes

- Disfunções relacionadas ao tubo digestivo

- Presença de parasitas intestinais causadores de giardíase e amebíase

- Efeitos colaterais do uso de drogas ou medicamentos, como remédios contra o câncer e antibióticos

- Intolerância do organismo a alimentos derivados do leite, em virtude da incapacidade de digerir a lactose

Sintomas da diarreia infecciosa

O diagnóstico precoce é importante para evitar a desidratação do organismo, considerada a principal complicação relacionada à diarreia infecciosa. Estar atento à evolução dos sintomas, conseguindo relatar os sinais de forma precisa ao médico, é uma das melhores maneiras de facilitar o diagnóstico.

Conheça a seguir as principais formas de manifestação da doença. Fique atento: se os seguintes sintomas não melhorarem após 24 horas, é recomendável procurar atendimento médico:

- Prostração

- Presença de sangue ou muco nas fezes

- Temperatura do corpo igual ou superior a 38ºC

- Mais de seis evacuações de fezes não formadas em 24 horas

- Dor intensa na região abdominal

- Pressão arterial abaixo do índice normal (12 por 8), o que pode significar desidratação

- Aumento da frequência cardíaca. Em caso de desidratação, o sangue circula mais rápido

- Língua ressecada e sede em excesso

- Olhos fundos, em especial nas crianças.

Internação não pode ser descartada

Embora, em geral, os sintomas da diarreia infecciosa tendam a desaparecer após um ou dois dias, com o organismo se regenerando por si mesmo, a internação não pode ser descartada, principalmente em casos graves de desidratação.

É importante procurar um médico sempre que a diarreia vier acompanhada de outros sintomas específicos, como vômito e febre, principalmente se a pessoa afetada for uma criança ou um idoso, pois, nesses casos, a desidratação ocorre rapidamente.

Algumas doenças sérias, que provocam a má absorção dos nutrientes, como úlcera gastrintestinal, câncer e AIDS, podem ter a diarreia como sintoma inicial. Na dúvida, não hesite em procurar atendimento médico especializado.

Além de ser potencialmente nociva ao organismo, a demora em consultar-se com um médico tende a atrasar o início do tratamento, o que aumenta o risco de complicações, dificultando a reversão do quadro clínico.

Que tal seguir as nossas dicas de saúde? Deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
diarreia
dor abdominal
saúde
saúde infantil

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ