Clínica Geral

11/06/2014 09:00 - Atualizado em 09/12/2016 02:39

Descubra quais são as 7 lesões mais comuns no MMA

Face do lutador é o maior saco de pancadas do MMA.

POR

Redação

  • +A
  • -A

As artes marciais mistas, conhecidas pela sua sigla do termo equivalente em inglês, MMA, são um esporte de combate que tem crescido bastante em popularidade nos últimos anos.

MMA reúne diferentes artes marciais

O principal torneio de MMA do momento é o Ultimate Fighting Championship, que envolve lutadores de todo o mundo. O esporte é realizado em um ringue chamado octógono, onde dois combatentes lutam utilizando uma ampla gama de técnicas e artes marciais diferentes, como Karatê, Jiu-Jitsu, Boxe, Muay-Thay, Judô, Tae-Kwon-Do, Kung-Fu, Wrestling, dentre outras, podendo o confronto ser realizado tanto em pé quanto no chão.

Além de técnicas de imobilização, são utilizados golpes com as mãos, pés, punhos, cotovelos e joelhos. Ao contrário do que muitos imaginam, diversas regras norteiam os combates. Ou seja, não vale tudo. Mesmo assim, tamanha brutalidade, de vez em quando, acarreta lesões nos atletas, que variam bastante no grau de seriedade.

Lesão de Anderson Silva no MMA

Reprodução, Instagram

Reprodução de imagem publicada no Instagram de Anderson Silva

O lutador brasileiro Anderson Silva, um dos grandes nomes do MMA na história, sofreu sérias lesões no dia 29 de dezembro de 2013, em confronto com Chris Weidman, no evento UFC 168. No segundo round, o então campeão dos pesos médios, conhecido como Spider, tentou acertar um chute abaixo da cintura do americano. Weidman, porém, defendeu-se levantando a perna, o que levou a canela do brasileiro a acertar o joelho do adversário. O choque provocou lesões na tíbia e na fíbula de Anderson Silva, o qual logo se submeteu a uma cirurgia para colocar um pino intramedular na tíbia esquerda. O lutador ainda se recupera e tem contrato para voltar ao UFC.

Mas lesões desse tipo não são tão comuns na história do MMA

7 lesões mais comuns no MMA

Confira abaixo uma lista com as lesões que mais acometem os lutadores:

Face

Como a cabeça é o principal destino dos golpes nas lutas de MMA, o rosto é o que acaba sofrendo a maior parte das pancadas. Assim, quase 50% das lesões são na cara. Na maior parte das vezes, ocorrem apenas lacerações, quando a pele é rompida pelo adversário e escorre sangue. A sensível região do supercílio é um dos locais mais visíveis, pois quando um golpe é acertado ali, costuma sair grande quantidade de sangue. Apesar de visualmente forte, geralmente esse tipo de lesão não tem grande gravidade. Por ser o nariz a superfície mais saliente do rosto, é muito comum que ele seja atingido. Um golpe muito forte pode causar até mesmo o afundamento do osso do nariz, prejudicando as vias respiratórias.

Concussão

Quando recebe um golpe muito forte na cabeça durante uma luta, o lutador de MMA pode ter perda temporária de função cerebral. Isso acontece quando há uma concussão, o tipo mais comum de trauma cerebral. A curto prazo, uma sucessão de pancadas pode causar amnésia e perda de equilíbrio ou coordenação motora. Com o passar de vários anos, repetidas concussões podem ter implicações ainda mais sérias, como mal de Parkinson, demência e depressão.

Fraturas

Fraturas em ossos ocorrem mais comumente nas mãos do lutador, já que essa é a principal maneira de golpear o adversário, o que muitas vezes acontece em partes duras de seu corpo. Mas a fratura na mão pode acontecer até mesmo em um treino num saco de areia. Uma lesão comum é no quinto metacarpo, quando se golpeia frontalmente uma superfície dura

Luxações

Quando um osso é deslocado bruscamente da sua articulação acontece uma luxação, que provoca o inchaço do local. As partes mais propensas a isso são os cotovelos, joelhos e ombros.

Ligamentos do joelho

Uma das lesões mais temidas pelos lutadores de MMA é a entorse no joelho, que pode ocasionar o rompimento do Ligamento Cruzado Anterior (LCA). O tratamento demanda reconstrução cirúrgica do ligamento e a recuperação pode durar vários meses. Sem ele, é impossível praticar o esporte, pois há a limitação de atividades como giro, salto e desaceleração

Orelha couve-flor

Essa é uma lesão menos séria, mas um problema que todo atleta de MMA carrega. Em práticas de jiu-jitsu, a fricção das orelhas contra o solo e contra o adversário cria hematomas e deformações na orelha, que a deixam com a aparência de uma couve-flor. 

Se você sabe mais coisas sobre o assunto e quer compartilhar com agente, deixe o seu comentário.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ