Clínica Geral

08/02/2016 11:00 - Atualizado em 04/12/2016 10:31

Descubra como chegar à temperatura normal do corpo

A elevação ou a diminuição excessiva podem causar danos ao organismo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quando a temperatura normal do corpo é alterada, pode haver sérios danos ao organismo, até mesmo a morte. Isso acontece devido à exposição a climas extremos, ou então por causa de doenças. Mesmo variações mais brandas podem levar a consequências que merecem atenção.

A temperatura do corpo humano, quando em estado normal - também chamada de normotermia ou eutermia - é de 36,8 graus Celsius. Mantê-la nesse nível é importante para que o organismo permaneça saudável e em bom funcionamento. Veja como isso é possível.

mulher checa a temperatura normal do corpo

Mantenha a temperatura normal do corpo

A hipertermia, caracterizada pelo excesso de calor, já se inicia aos 40 graus. Já a hipotermia - ou seja, a falta de calor - ocorre dos 35 graus para baixo. Ambos os casos são preocupantes.

Quando a temperatura interna do corpo humano chega a 42 graus, apenas cinco acima do normal, já ocorre o início do processo da queima de proteínas e o todo o organismo começa a falhar.

Já quando exposto a temperaturas muito baixas, o metabolismo diminui, o que pode não ser tão fatal quanto o calor. Estudos apontam que a temperatura corporal precisa atingir 20 graus ou menos para ocorrer uma parada cardíaca em consequência da hipotermia.

Mesmo quando o termômetro não atinge esses extremos, também pode haver reações no corpo humano. Ao sinal de qualquer mudança, o organismo já percebe que algo não está bem. Em caso de elevações ou diminuições menores, os sintomas não são graves, mas é preciso estar atento a essas variações e a seus tratamentos.

Reações à temperatura do corpo

Hipertermia

Quando a temperatura normal do corpo começa a se elevar, o resultado é a conhecida febre e, por consequência, a hipertermia. Enquanto o primeiro estágio eleva o ponto de regulação, o segundo resulta na sobrecarga dos mecanismos termorreguladores do corpo.

O mais comum é que a febre seja um sintoma relacionado a alguma infecçãoO problema pode vir acompanhado de dores de cabeça, fadiga e confusão mental. O tratamento envolve resfriar e hidratar o corpo, pois a transpiração pode resultar em desidratação. Remover cobertores ou roupas pesadas, dar banhos de água fria, oferecer bebidas geladas ou utilizar um ventilador também são alternativas.

Hipotermia

Na hipotermia, a temperatura do corpo acaba ficando mais baixa que o necessário para que o metabolismo funcione perfeitamente. Ela pode ser causada por exposição desprotegida em locais muito frios ou pelo contato com água gelada.

Para evitar complicações até mesmo fatais, é importante que a vítima seja coberta imediatamente e abraçada, o que transmite o calor do corpo para o outro. Após deitá-la aquecida, devem-se realizar massagens que estimulem a circulação sanguínea, restabelecendo a temperatura normal do corpo. Depois, a pessoa deve movimentar pés e mãos aos poucos e ingerir bebidas quentes.

Já sofreu alguma consequência devido à alteração da normotermia? Como você resolveu o problema? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
hipertermia
hipotermia
normotermia
febre

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ