Clínica Geral

17/07/2015 02:19 - Atualizado em 10/12/2016 06:34

DAOP: Endurecimento das artérias pode causar complicações

A doença afeta os membros inferiores e causa dores, dormência e fraqueza nas pernas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Sentir muitas dores nas pernas, fraqueza e dificuldade para andar indica que algo está errado com a circulação sanguínea. Esses e outros sintomas podem ser sinal de uma doença chamada DAOP e precisam de tratamento adequado.

A doença arterial obstrutiva periférica provoca o estreitamento e o endurecimento das artérias que levam o sangue para as pernas e pés. Com isso, o fluxo sanguíneo é prejudicado, causando uma série de complicações.

daop

Causas e sintomas da DAOP

A DAOP, ou doença arterial obstrutiva periférica, ocorre quando as artérias que transportam o sangue para os membros inferiores do corpo sofrem estreitamento e endurecimento. Com a dificuldade da circulação sanguínea nas pernas e nos pés, acabam surgindo alterações e outras complicações mais graves.

A principal causa da DAOP é a aterosclerose, uma doença que acumula depósitos de gordura nas paredes das artérias e prejudica o fluxo sanguíneo. Essa condição é mais comum nas artérias do coração, mas, quando afeta os membros inferiores, é considerada uma doença arterial periférica.

Pode ser causada ainda por uma inflamação dos vasos sanguíneos, devido a alguma lesão ocorrida nos membros inferiores, a algum problema congênito nos ligamentos e músculos dos membros ou pela exposição à radiação, o que é menos comum.

Os fatores de risco que contribuem para o desenvolvimento da DAOP são tabagismo, diabetes, obesidade, hipertensão, colesterol elevado, idade acima de 50 anos, histórico familiar de doença arterial periférica, doença cardíaca ou acidente vascular cerebral e altos níveis de homocisteína, uma proteína que ajuda a construir e sustentar um tecido.

Em alguns casos, as pessoas que sofrem com o entupimento das artérias apresentam sintomas leves ou então nenhum sintoma. Porém, em outros pacientes, a DAOP causa dor nas pernas e dificulta o caminhar, problema chamado de claudicação intermitente, que provoca dor muscular e cãibras nas pernas.

A localização das dores varia de acordo com a artéria que está entupida ou estreita, mas a principal região é a panturrilha. Outros sintomas são dormência e fraqueza nas pernas, feridas nos dedos, pés ou pernas que não cicatrizam, mudança na cor dos membros inferiores, crescimento mais lento das unhas dos pés, pulso fraco nas pernas ou pés e disfunção erétil em homens.

Como tratar o problema

Ao apresentar dores intensas, dormência e outros sintomas na região das pernas, é recomendado consultar um médico o quanto antes para que ele possa fazer um diagnóstico correto e indicar o melhor tratamento. Os especialistas que podem ajudar a identificar e tratar a doença são o clínico geral, o cardiologista e o angiologista.

Os tratamentos de DAOP são feitos para aliviar os sintomas e para controlar a progressão da doença, evitando que a aterosclerose afete outras artérias do corpo e cause um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral.

Além de medicamentos e cirurgias para desobstruir as artérias danificadas, são indicadas também algumas mudanças nos hábitos do paciente. As principais são manter uma alimentação balanceada, sem excesso de gorduras e outras substâncias prejudiciais, e praticar atividades físicas regularmente.

Você considera seus hábitos saudáveis? Deixe um comentário! E continue acompanhando o Vivo Mais Saudável para conferir mais dicas de saúde e bem-estar.

TAGS
doença arterial obstrutiva periférica
aterosclerose
coração
dor nas pernas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ