Clínica Geral

08/02/2015 03:18 - Atualizado em 18/11/2016 08:30

Consulte seu endócrino e deixe os hormônios em dia

Alguns cuidados com a alimentação e consultas regulares ao endócrino ajudam a regular os hormônios.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabia que diversas doenças podem ser causadas por alterações hormonais? O especialista endócrino é o responsável por identificar e tratar esses problemas, ajudando a restabelecer o equilíbrio do funcionamento do organismo. Doenças como diabetes, disfunções da tireoide, obesidade e osteoporose podem ser evitadas com consultas regulares ao endócrino.

Importância de consultar um endócrino

Os hormônios são responsáveis pelo funcionamento e equilíbrio de praticamente todas as funções orgânicas do corpo. São mais de 100 hormônios presentes no organismo de uma pessoa adulta, que funcionam regulando diversas áreas e funções, como, por exemplo, o crescimento e desenvolvimento do corpo e a função reprodutora.

Algumas substâncias que entram no organismo através da ingestão de água, de alimentos e pela respiração, causam alterações nos hormônios. Essas mudanças podem ajudar ou então desregular o funcionamento do organismo.

Por isso, consultar um endócrino regularmente é fundamental para manter os hormônios e o corpo funcionando adequadamente. Mas, além disso, alguns cuidados com alimentação e exposição a certos produtos podem influenciar a ação dos hormônios.

endocrino

Alimentos que ajudam no funcionamento dos hormônios

Alguns alimentos são capazes de ajudar nas mais diversas áreas do organismo, garantindo a regulação e o bom funcionamento dos hormônios. Geralmente eles são indicados pelo endócrino para auxiliar na prevenção ou tratamento de problemas de saúde.

Alimentos como carboidratos, leite e salmão servem para elevar os níveis de triptofano no sangue, aumentando a sensação de bem-estar. Já uma dieta rica em soja, que contém isoflavonas, ajuda a amenizar os sintomas da menopausa e da TPM. Carboidratos integrais como arroz integral, massa integral, cereais, pão integral e aveia, e alimentos ricos em fibras como folhas, frutas e feijão, auxiliam a regular a insulina.

Substâncias que desregulam os hormônios

Existem algumas substâncias que são responsáveis por desregular o sistema endócrino. Eles estão presentes no nosso cotidiano em produtos como eletrônicos e cosméticos. São compostos artificiais ou naturais que interferem na ação dos hormônios, alterando o funcionamento do corpo e o expondo a doenças.

Uma pesquisa desenvolvida pela entidade Environmental Working Group, especializada em saúde ambiental, divulgou alguns desreguladores hormonais:

- O PBDE, composto químico que evita que os equipamentos peguem fogo, pode causar distúrbios na tireoide, infertilidade feminina e problemas neurológicos em crianças. Ele é encontrado em eletrônicos, como celular, televisão e videogame, móveis, carpetes, colchões e alguns travesseiros.

- A dioxina, presente em pesticidas e no branqueamento do papel, aumenta os riscos de problemas como infertilidade, aborto, diabetes, endometriose e déficits imunológicos. Já a atrazina, herbicida usado no controle de pragas de plantações de milho e cana-de-açúcar, pode causar infertilidade e câncer.

- O Bisfenola é uma substância encontrada em alguns tipos de plásticos e revestimento de enlatados. O contato com ela está relacionado à produção de espermatozoides defeituosos, puberdade precoce, câncer, obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares.

- O ftalato é um grupo de compostos químicos presente em cosméticos, como esmaltes e perfumes, na pavimentação de ruas, cortinas de chuveiros, couro sintético e vinil. Pode causar anormalidades genitais, interferência em hormônios como testosterona e estrogênio e no desenvolvimento das mamas.

Gosta das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
hormônios
menopausa
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ