Clínica Geral

17/06/2014 09:00 - Atualizado em 22/10/2016 11:03

Conheça os sintomas do glaucoma

Glaucoma pode levar à cegueira se não tiver o tratamento adequado.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O glaucoma é uma doença que compromete a visão e pode levar à cegueira se não for tratado de maneira adequada. O problema é que nem sempre os sintomas são perceptíveis no início.

O que é o glaucoma

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O glaucoma ocorre devido à pressão intraocular elevada, que provoca lesões no nervo óptico (responsável por carregar as informações do olho até o cérebro) e, consequentemente, comprometimento da visão. Se não tiver o tratamento correto, pode comprometer a visão para sempre.

Existem quatro tipos de glaucoma, cada qual com suas particularidades. O de ângulo aberto, ou crônico, representa cerca de 80% dos casos, tende a ser hereditário, e se caracteriza por um aumento gradual na pressão ocular. O ângulo fechado, ou agudo, trata-se do aumento súbito da pressão, e é uma emergência e deve ser tratado o mais breve possível para que a visão não seja perdida. O congênito é um tipo mais raro e atinge os recém nascidos, devido a uma má formação dos canais de circulação do humor aquoso do olho. Por fim, o glaucoma secundário pode ser causados por uso de drogas ou doenças oculares, como uveíte e catarata, e sistêmicas, como diabetes.

O glaucoma crônico costuma incidir nas pessoas acima de 40 anos e pode ser assintomático e indolor. Tanto esse quanto os demais tipos de glaucoma acontecem por uma alteração anatômica na região do ângulo da câmara anterior, que atua impedindo a saída do humor aquoso e, assim, aumentando a pressão intraocular. Fala-se que negros têm uma predisposição genética maior ao glaucoma, mas isso é questionado por alguns médicos, que afirmam ser necessário levar em conta também fatores sociais e de desenvolvimento de cada indivíduo.

Sintomas do glaucoma

Por não apresentar sintomas na sua fase inicial, o glaucoma de ângulo aberto é uma doença complicada de perceber. Quando algo estranho é notado, ela já costuma estar em fase avançada. O primeiro sintoma deve ser a perda gradual da visão periférica, ou lateral (também chamada de visão de túnel).

Já o glaucoma agudo apresenta dor forte em um olho, visão embaçada, náusea, halos coloridos ao redor das luzes e olhos vermelhos e inchados. No caso do glaucoma congênito, você vai reparar no bebê, em seus primeiros meses de vida, nebulosidade na parte frontal do olho, aumento de um ou ambos olhos, sensibilidade à luz, lacrimação e olho vermelho. Caso tenha reparado algum desses sintomas, não perca tempo e procure imediatamente um especialista.

Diagnóstico e tratamento do glaucoma

O médico examinará o interior do olho, observando através da pupila dilatada, procurando sinais de pressão intraocular alta. Esse indício pode, no entanto, mudar conforme o paciente, então se a pressão for normal, outros exames podem ser utilizados para tentar detectar a doença, como gonioscopia (uso de lentes especiais para verificar os canais de circulação do ângulo), teste de tonometria para medir a pressão ocular, imagens do nervo óptico, resposta do reflexo da pupila e medição do campo visual. 

O tratamento para pacientes com glaucoma de ângulo aberto pode ser apenas na base de colírios – a maioria desses produtos oferece hoje poucos efeitos colaterais. Também pode haver tratamento com pílulas para baixar a pressão ocular. Há a opção por tratamento a laser, para auxiliar na desobstrução da circulação do humor aquoso ou então cirurgia tradicional para abrir um novo canal.

Você possui essa doença, ou conhece alguém que esta passando por isso? Conte-nos um pouco sobre a sua experiência.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ