Clínica Geral

08/01/2015 12:33 - Atualizado em 30/11/2016 09:29

Conheça os principais sintomas do hipotireoidismo

Hipotireoidismo é mais comum em mulheres, mas pode afetar pessoas de todas as idades.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Causado por uma disfunção na tireoide, o hipotireoidismo é caracterizado pela baixa produção de hormônios por essa glândula. É justamente o contrário do que ocorre com outra doença relacionada a ela, o hipertireoidismo. A condição é mais comum em mulheres, em especial naquelas entre 40 e 60 anos, se manifestando com sintomas que por vezes se confundem com os da menopausa.

Apesar da maior incidência entre elas, pode acometer qualquer pessoa, até mesmo recém-nascidos, no chamado hipotireoidismo congênito. O teste do pezinho, quando feito nos primeiros dias de vida da criança, pode dar o diagnóstico da doença. Assim, o tratamento deve começar imediatamente para evitar consequências mais graves.

hipotireoidismo

Como ocorre o hipotireoidismo

A tireoide, glândula localizada na região do pescoço, é responsável pela regulação de órgãos importantes. Isso porque os hormônios produzidos por ela são essenciais para o organismo humano, pois todas as células precisam deles para se manterem vivas. O ponto que deve ser cuidado é a quantidade que é produzida.

Esses hormônios são responsáveis pelo controle do metabolismo. Quando estão em baixa quantidade, que é o que ocorre em casos de hipotireoidismo, fazem com que o desempenho do organismo se torne lento e com limitações.

Aumento de peso é só um dos sintomas do hipotireoidismo

Muitas pessoas acreditam que o ganho de peso é o único ou mais conhecido sintoma do hipotireoidismo. Na verdade, o sinal mais característico da doença é o cansaço permanente e sem motivo claro.

O aumento de peso ocorre em razão da retenção de líquidos, mas ele não é tão expressivo, até porque o cansaço provocado pela doença pode gerar perda de apetite. Entre os obesos, poucos possuem a doença, que não pode ser apontada como responsável pelo descontrole de peso.

Outros possíveis sinais do hipotireoidismo incluem a desaceleração dos batimentos cardíacos, intestino preso, falhas de memória, dores musculares, pele seca, queda de cabelo e aumento de colesterol no sangue.

Nas mulheres, um dos sintomas é a desregulação da menstruação, que pode apresentar um fluxo intenso em um mês e, no outro, ser quase ausente.

Tratamento é simples, mas deve ser contínuo

O diagnóstico da doença é bastante simples, sendo realizado pela dosagem de hormônios em formato sintético no sangue do paciente. Já o tratamento não gera efeitos colaterais, mas deve ser seguido pelo resto da vida.

Após oito semanas do inicio do tratamento, o paciente já deve estar se sentindo melhor e de volta ao seu estado normal. É importante sempre realizar o acompanhamento da doença com um profissional que regule a dose de hormônios com o passar do tempo.

Ao usar a medicação de forma adequada, a pessoa com hipotireoidismo pode levar uma vida normal e saudável, com os níveis de hormônios regulados.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde
doença
tireoide
hormônios

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ