Clínica Geral

25/07/2014 09:30 - Atualizado em 25/11/2016 08:39

Conheça a spirulina, a bactéria que promete emagrecimento

Rica em proteínas, vitaminas e minerais, spirulina tem série de benefícios à saúde.

POR

Redação

  • +A
  • -A

De tempos em tempos, são descobertos resultados incríveis com dietas baseadas em alguns alimentos e substâncias que prometem rápido emagrecimento e mais uma série de benefícios à nossa saúde. Uma dessas novidades é a bactéria spirulina. Isso mesmo, uma bactéria.

Geralmente, nós associamos esse tipo de microrganismo a alguma ação nociva, mas, na realidade, existem inúmeros tipos, muitos deles presentes em grande quantidade em nosso organismo, cumprindo importantes funções.

spirulina

Conheça a spirulina

A spirulina é considerada uma cianobactéria devido à sua capacidade de fazer fotossíntese. Ela é composta de 60% de proteínas, mas também é rica em vitaminas como o betacaroteno e a B12, além de minerais como o zinco, ferro, cobre e selênio.

A bactéria tem sido consumida como suplemento, em forma de cápsulas que prometem o emagrecimento e também outros benefícios, como diminuição do colesterol e combate ao envelhecimento precoce.

A cianobactéria vive em colônias que têm aparência semelhante a algas. É encontrada em lagos com águas alcalinas de pH muito elevado, entre 10 e 11. Um exemplo de local no Brasil propício à sua proliferação é a região do Pantanal.

Poder de emagrecimento

O efeito emagrecedor que a spirulina promete se deve ao fato de que, depois de ingerida, ela absorve água do organismo, aumentando de volume. O que isso significa? Que vai ocupar maior espaço no estômago e, portanto, promover maior saciedade.

Outro fator que supostamente pode ajudar na perda de peso é a fenilalanina, presente na bactéria, que influencia diretamente a produção de neutotransmissores, como a dopamina, que também contribui para a saciedade. Apesar disso, não é comprovado que a bactéria, de fato, cause o emagrecimento.

Outros benefícios

A spirulina também possui potencial proteico, o que a faz ser utilizada como suplemento nutricional para quem faz musculação, por exemplo. Muitas das proteínas da bactéria são ricas em aminoácidos essenciais, semelhantes às encontradas no leite de soja, por exemplo.

Há também o fator antioxidante. Um estudo publicado em uma revista britânica afirmou que três gramas de spirulina possuem mais antioxidantes e anti-inflamatórios do que cinco porções de vegetais. Essas substâncias ajudam a combater os radicais livres, que aceleram o processo de envelhecimento.

Outro de seus efeitos é a interrupção da liberação de histaminas, substâncias que contribuem para reações alérgicas do nosso organismo - coceiras, olhos lacrimejantes e nariz escorrendo, por exemplo.

Outro estudo, realizado com vários pacientes de diabetes tipo 2, mostrou que a suplementação com spirulina ajudou a reduzir os níveis de triglicerídeos. A bactéria também possui ácidos graxos essenciais, como o gama-linolênico. Trata-se de uma substância que ajuda a reduzir e prevenir o acúmulo de colesterol.

Alerta no consumo

Mas cuidado: não saia consumindo as cápsulas de spirulina de maneira irresponsável. Ela não é recomendada para pessoas com doenças autoimunes, como esclerose múltipla, doença de Crohn, lúpus, artrite reumatoide e fibrologia.

A bactéria pode ter o efeito de diminuir a eficácia de medicamentos imunossupressores. Além disso, por conter fenilalanina, pode ser um perigo para pessoas que têm fenilcetonúria, uma doença genética rara. Se você pensa em consumi-la como suplemento alimentar, consulte seu médico antes.

Você já fez uso de spirulina antes, ou conhece alguem que tenha feito? Se sim, deixa o seu comentário a baixo relatando a sua experiência.

TAGS
bactéria
perder peso
emagrecer

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ