Clínica Geral

12/09/2014 09:00 - Atualizado em 05/12/2016 05:16

Conheça 6 atitudes a tomar para combater radicais livres

Combater radicais livres ajuda a prevenir doenças e o envelhecimento

POR

Redação

  • +A
  • -A

Todos nós ouvimos falar sobre os radicais livres e seus efeitos negativos em nosso organismo, principalmente no que tange o envelhecimento acelerado e precoce das nossas células. No entanto, nem todo mundo sabe como combater radicais livres. Ainda que não seja simples, o ato de combater essas moléculas também não é o mais complexo.

combater-radicais-livres

Por que combater radicais livres

No entanto é muito importante visto que um único radical livre é capaz alterar uma molécula de DNA, matando-a ou fazendo com que a mesma se torne cancerígena. Esse efeito destrutivo causado na célula é cumulativo e o corpo humano não consegue reverter tais consequências sozinho.

Além do envelhecimento precoce, combater radicais livres é fundamental na prevenção de doenças degenerativas, como a arteriosclerose bem como artrose, hipertensão arterial e diabetes.

Entendendo os malefícios causados no corpo, surge então a pergunta: como combater radicais livres? Para orientá-lo na melhor forma de fazer isso separamos algumas atitudes que vão lhe auxiliar a combater as ações das moléculas.

Dicas de como combater radicais livres

1. Invista na medicina ortomolecular: as técnicas utilizadas pela medicina ortomolecular servem para neutralizar os efeitos dos radicais livres em nosso organismo.

“A medicina ortomolecular usa como estratégia o reforço do sistema protetor orgânico e o aumento de vitaminas e minerais, escudo contra os radicais livres. Estes, por sua vez, se estiverem em maior número que os antioxidantes, ocasionam o estresse oxidativo, provocando o aparecimento de doenças crônicas degenerativas não transmissíveis (DCNT), tais como: Alzheimer, Parkinson, catarata, AVC e outras. É como se o corpo estivesse enferrujado por dentro”, é o que explica o Dr José Henrique Tamburini médico ortomolecular e oftalmologista.

2. Tenha uma dieta rica em antioxidantes: alimentar-se de forma correta é um ponto crucial para combater radicais livres. “Uma boa notícia é que os antioxidantes que mais precisamos provêm das frutas e vegetais verdes: a vitamina C, que previne resfriados e aumenta a defesa imunológica; a vitamina E evita o envelhecimento precoce; o ácido alfalipólico possui propriedades anti-inflamatórias e energizantes e o betacaroteno, precursor da Vitamina A, protege a nossa pele dos raios UV”, alerta o Dr José Henrique Tamburini médico ortomolecular e oftalmologista.

Ficou na dúvida do que inserir na dieta? É mais fácil do que parece. Os principais alimentos auxiliares no combate aos radicais livres são o cacau – rico em polifenóis, substâncias antioxidantes benéficas a saúde do coração e para circulação –, a cenoura – fonte de betacaroteno –, o chá verde, o açafrão – importante no combate a doenças cardiovasculares –, frutas cítricas, linhaça – rica em ômega 3 –, suco de uva integral e tomate.

3. Pratique exercícios: exercícios entre 65-80% da frequência cardíaca máxima do seu corpo tem importância fundamental na ação de combater radicais livres. Sem eles as defesas internas de seu organismo contra os radicais livres ficam fragilizadas.

4. Tenha cuidado com a sua exposição aos raios ultravioletas: nunca deixe de passar o protetor solar mais adequado para bloquear esses raios.

5. Tome cuidado com o consumo excessivo de álcool e drogas: bebidas alcóolicas bem como drogas químicas e sintéticas, entre tantos outros malefícios, também contribuem para a ação dos radicais livres;

6. Evite o estresse: isso serve tanto para o estresse físico quanto para o psicológico.

Gostou das dicas? Comente

Curta a página Vivo Mais Saudável e veja ainda mais!

TAGS
saúde
envelhecimento
radicais livres
prevenção

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ