Clínica Geral

02/06/2015 10:44 - Atualizado em 04/05/2016 12:30

Confirmado primeiro caso de Zika vírus no Rio de Janeiro

A suspeita foi confirmada no último fim de semana

POR

Redação

  • +A
  • -A

Após exames laboratoriais, no último fim de semana, foi registrado o primeiro caso de zika vírus no Rio de Janeiro.  Com sintomas semelhantes aos da dengue e também transmitida pelo mosquito aedes aegypti, o zika vírus se manifesta de maneira benigna.

zika vírus

O vírus foi descoberto em 1947 em uma floresta chamada Zika, em Uganda. Com o tempo casos da doença surgiram em outros lugares do mundo, como a Europa. No Brasil, no final do mês do abril, pela primeira vez, o vírus doi identificado por pesquisadores do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia ( UFBA).

O zika vírus se desenvolve tipicamente em regiões da África e Ásia e é raro na América Latina. A suspeita é de que a doença tenha chegado ao continente sul americano através do fluxo de turistas durante o evento da Copa do Mundo, no ano passado. O mosquito aedes aegypti não é o único a transmitir a doença. O aedes albopictus e outros tipos de aedes também são hospedeiros do vírus.

Sintomas do Zika Vírus

Os sinais começam a surgir dez dias após a picada do mosquito. Dentre os principais sintomas podemos citar:

Febre alta

Dor no corpo

Dor nas articulações

Cansaço excessivo

Vermelhidão nos olhos

Normalmente a doença se manifesta de maneira benigna e o paciente começa a se sentir melhor entre 3 e 7 dias.

Tratamento 

Segundo informações do Ministério da Saúde, não há vacina nem tratamento específico para a doença, entretanto, os sintomas podem ser amenizados com o uso de paracetamol, sempre com indicação médica. É importante ressaltar que assim como para a dengue, o uso da aspirina para tratar o zika vírus não é recomendado. 

Prevenção 

A prevenção do zika vírus e da dengue é feita da mesma forma, ou seja, evitando o acúmulo de água parada em vasos de plantas, pneus.  

De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil não foram registrados casos de morte pela doença.

Não esqueça que você sempre pode conferir novidades para sua saúde e seu bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ