Clínica Geral

20/10/2014 02:55 - Atualizado em 26/11/2016 09:00

Confira tendências e novidades em medicamentos contra o câncer

Medicamentos contra o câncer têm evoluído e ajudado no tratamento da doença.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Embora a ciência ainda não tenha descoberto a cura definitiva para o câncer, isso não significa que é impossível livrar-se do problema. O tratamento costuma ser um processo difícil e de longa duração, com chances de sucesso que podem variar muito – que dependem, principalmente, de um diagnóstico precoce.

Com o avanço da tecnologia e o aprofundamento dos estudos a respeito do tema, novos medicamentos contra o câncer foram descobertos.

medicamentos-contra-o-cancer

Medicamentos contra o câncer de mama em evidência

Em seu termo mais genérico, o câncer compreende um conjunto de mais de cem doenças causadas pela multiplicação descontrolada de células. Isso acontece quando o organismo, por diferentes motivos – que incluem exposição a fatores de risco (como a radiação solar) e predisposição genética – não consegue controlar a divisão celular.

A formação de um tecido anormal ao órgão, conhecido como tumor, é causada por essa proliferação desenfreada das células.

É preciso analisar a estrutura das células separadamente para diferenciar um tumor benigno de um tumor maligno: o benigno é inofensivo ao organismo, enquanto o maligno é agressivo e suas células são capazes de realizar metástases.

A metástase ocorre quando as células cancerígenas se desprendem do tumor primário e entram na corrente sanguínea, alojando-se em outra parte do corpo e originando um novo tumor.

De acordo com a diretora médica da Novartis Oncologia, Elaine Rahal, o câncer de mama tem sido uma das patologias mais estudadas nas últimas duas décadas: “Por ser uma patologia altamente prevalente, e com incidência ainda anualmente crescente na maioria dos países, políticas de saúde pública ao redor do mundo têm sido criadas para evitar o diagnóstico tardio da doença”.

Novos medicamentos para combater a doença foram descobertos a partir desses incentivos, beneficiando todas as vítimas do câncer de mama.

Principais novidades nos medicamentos contra o câncer

As principais inovações no que diz respeito a medicamentos contra o câncer foram no campo da terapia-alvo molecular.

“São exemplos dessa inovação o trastuzumab, reservado aos cânceres de mama HER2+; o everolimus, reservado ao tratamento dos cânceres de mama receptor hormonal positivo na pós menopausa refratários a hormonioterapia com inibidores de aromatase; o lapatinib, para pacientes HER2+ refratários ao trastuzumab; e, mais recentemente, o pertuzumab e o TDM1 para o mesmo uso”, afirma Elaine.

Liberação de medicamentos contra o câncer depende da legislação

É importante salientar que muitos medicamentos contra o câncer já liberados fora do território brasileiro ainda estão em processo regulatório no Brasil, não podendo ser legalmente ministrados ou prescritos pelo oncologistas.

As chances de sucesso no tratamento dependem diretamente do quão precoce for o diagnóstico. Se a descoberta for feita de forma tardia, os índices de sucesso diminuem e a possibilidade de que surjam complicações aumenta, independentemente de qual medicamento contra o câncer for utilizado no tratamento.

No caso do câncer de mama, por exemplo, se a doença for descoberta ainda no estágio inicial, as chances de que o tratamento seja bem sucedido são de até 90%. De acordo com Elaine, todos os estudos mostram curvas de sobrevida mais ampla quando as técnicas terapêuticas são introduzidas mais precocemente.

Assim, tão importante quanto cultivar hábitos saudáveis – da alimentação ao sono, passando pelas atividades físicas – é realizar exames periódicos e estar atento a possíveis sintomas.

Gostou das dicas? Então participe da nossa discussão no Facebook e dê sua opinião sobre o tema.

TAGS
Outubro Rosa
câncer de mama
tratamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ