Clínica Geral

29/10/2014 10:10 - Atualizado em 07/12/2016 02:12

Confira como identificar o AVC em 5 sinais

É essencial saber como identificar o AVC para buscar o socorro médico o mais cedo possível.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Nesse 29 de outubro, é lembrado o Dia Mundial de Combate ao AVC, ocasião em que se voltam as atenção para a prevenção do Acidente Vascular Cerebral, popularmente conhecido como derrame.

O AVC ocorre com o rompimento ou o entupimento de vasos sanguíneos cerebrais. Como não existe tratamento para recuperar as células cerebrais afetadas pela lesão - o que favorece o surgimento de sequelas -, é fundamental conhecer os sintomas e saber como identificar o AVC para a procurar o socorro médico o quanto antes.

De acordo com a Organização Mundial do AVC, a doença mata uma pessoa a cada seis segundos. Outro dado relevante é que uma em cada seis pessoas deve sofrer um derrame ao longo de sua vida. Ainda segundo a entidade, o número de casos anuais pode chegar 8 milhões em todo o mundo até 2030.

como-identificar-o-avc

Como identificar o AVC em 5 sinais

Os sintomas que denunciam o surgimento de um AVC podem ser bastante específicos, mas essa não é uma regra que se aplica a todos os casos. Entender os sinais e saber como identificar o AVC é crucial para socorrer a vítima o quanto antes, diminuindo o risco de sequelas. Fique atento, portanto, aos seguintes sintomas:

1. Fraqueza súbita

A sensação de fraqueza nos braços, nas pernas ou na face é o sintoma mais comum dos acidentes vasculares cerebrais. A fraqueza pode significar que ocorreu a isquemia de todo um hemisfério cerebral ou apenas de uma área pequena e específica. A intensidade da fraqueza nos diferentes membros depende da localização da isquemia e de sua extensão.

2. Distúrbios visuais

A perda da visão em um dos olhos é um sintoma que costuma alarmar os pacientes, apressando a procura pelo médico. A vítima pode perceber uma sensação de sombra ao enxergar ou apresentar a chamada cegueira transitória.

3. Perda de sensibilidade

A dormência ou formigamento costuma ocorrer juntamente com a fraqueza, o que pode acabar confundindo o paciente. Fique atento aos outros sintomas para saber como identificar o AVC, mas, na dúvida, não hesite em procurar o médico.

4. Problemas de comunicação

São caracterizados por distúrbios de linguagem e de fala. Alguns pacientes apresentam fala curta e que demanda muito esforço, o que dá origem a uma frustração. Em outros casos, surgem frases longas e fluentes, mas com pouco ou nenhum sentido. Além disso, costuma haver grande dificuldade para compreensão da linguagem.

5. Convulsões

Quando ocorre um acidente vascular hemorrágico, o hematoma pode crescer, causando inchaço e atingindo estruturas próximas. As consequências evoluem rápido, podendo levar à tontura, convulsões e ao coma. Por isso, saber como identificar o AVC se torna vital.

AVC pode ser hemorrágico ou isquêmico

Existem dois tipos de acidente vascular cerebral. A diferença se dá na natureza da lesão que atinge a rede capilar:

Acidente vascular hemorrágico: ocorre uma hemorragia (sangramento) ocasionada pelo rompimento de um vaso sanguíneo. Aumento da pressão intracraniana e inchaço cerebral são consequências comuns do problema.

Acidente vascular isquêmico: consiste na obstrução de um vaso sanguíneo, interrompendo o fluxo de sangue em uma região específica do cérebro e interferindo no seu funcionamento neurológico. Trata-se da ocorrência mais frequente de AVC.

Diagnóstico preciso é necessário

Agora que você já sabe como identificar o AVC, saiba que compreender os sintomas que caracterizam um derrame nem sempre é suficiente para o diagnóstico preciso da doença.

O médico especialista pode sugerir alguns exames de imagem para diferenciar o AVC isquêmico do hemorrágico, até porque o tratamento precisa ser diferente. A tomografia costuma ser a primeira escolha, por sua disponibilidade e rapidez.

E aí, curtiu nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
acidente vascular cerebral
avc
saúde
doenças

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ