Clínica Geral

31/10/2014 12:55 - Atualizado em 08/11/2016 07:40

Como é a rotina da família de um pai com câncer

Ter o apoio de esposa e filhos é essencial para o tratamento de um pai com câncer.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O diagnóstico do câncer costuma ser um choque para quem é afetado pela doença, assim como para os familiares e amigos envolvidos. O baque emocional pode ganhar proporções ainda maiores quando o pai da família é acometido pela doença.

A rotina de um pai com câncer tende a mudar de forma significativa com a descoberta da doença, influenciando o cotidiano da casa. Lidar com o problema de cabeça erguida, confiar no tratamento e procurar o amparo dos familiares são atitudes fundamentais para enfrentar o câncer.

Cura definitiva para o câncer ainda não foi descoberta

Embora a ciência ainda não tenha descoberto a cura definitiva para o câncer, é possível ver-se livre do problema. Em sua definição, o câncer abrange um conjunto de aproximadamente cem doenças causadas pelo descontrole da divisão celular do organismo. Quando as células se proliferam de forma desequilibrada, ocorre o surgimento do tumor que configura o câncer.

pai-com-cancer

Tratamento pode ser difícil

O tratamento contra o câncer é um processo difícil e prolongado, com chances de sucesso que podem variar muito, mesmo em casos semelhantes. Após ser diagnosticado, o pai com câncer pode ser submetido a cinco principais modalidades de tratamento:

Quimioterapia: são utilizados quimioterápicos para destruir as células tumorais. No entanto, a ação atinge também tecidos saudáveis do organismo, o que pode provocar efeitos colaterais.

Radioterapia: a radioterapia é semelhante à quimioterapia, com a diferença de que a ação fica restrita à área do tumor. Trata-se do tratamento mais utilizado quando a intervenção cirúrgica é impossível.

Cirurgia: o tumor é removido por meio de intervenção cirúrgica. O procedimento tem índices de sucesso relativamente altos quando a operação ocorre na fase inicial da doença.

Hormonioterapia: o tratamento impede a ação dos hormônios responsáveis pela proliferação das células cancerígenas. O prcedimento é utilizado principalmente no tratamento do câncer de mama e do câncer de próstata.

Terapia alvo: a técnica utiliza medicamentos que agem contra alvos específicos de determinadas proteínas. Geralmente, os remédios são ministrados via oral.

Fé pode fazer a diferença para um pai com câncer

Não é por acaso que se diz que a fé move montanhas. Independentemente de qual for a crença ou a religião, é possível afirmar que o pensamento positivo - característica comum para quem de fato acredita em um ideal ou um Deus - pode contribuir positivamente no tratamento para câncer.

No caso de um pai com câncer, a força espiritual pode ser potencializada pelo amor à família, interferindo nos pensamentos e podendo “convencer” o cérebro de que algo difícil pode ser realizado. Embora não existam estudos científicos que comprovem a influência do pensamento positivo, até porque é impossível mensurar a fé, dificilmente alguém será capaz de negar o seu poder.

Pai com câncer deve procurar apoio de familiares

Além da fé, o apoio de familiares e amigos também tende a ajudar no tratamento. O paciente que se sente prestigiado e querido por outras pessoas, especialmente familiares, percebendo sua importância na vida dos outros, tende a ter mais força interior e fibra moral para lutar contra a doença, pois vê aí mais um motivo para vencer o câncer.

Gosta das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
câncer
tratamento do câncer
cura do câncer
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ