Clínica Geral

11/09/2014 06:00 - Atualizado em 23/11/2016 06:12

Cirurgia de hiperidrose pode representar a cura definitiva do suor excessivo

Antes da realização da cirurgia de hiperidrose tente resolver o problema com tratamentos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Pessoas que suam descontroladamente mesmo quando não estão em um ambiente fechado ou quente, podem estar sofrendo de hiperidrose. A doença causa o suor excessivo, o que muitas vezes acaba causando algum desconforto em determinadas situações. Porém existem alguns tratamentos e até cirurgia de hiperidrose.

cirurgia-de-hiperidrose

O problema pode se manifestar a qualquer momento e não é algo perigoso ou mesmo maligno. O único revés dessa doença é o incômodo que pode causar se surgir em momentos indevidos.

Existem casos em que as emoções da pessoa podem agravar o suor. São casos em que a pessoa fica muito nervosa e tensa, por exemplo. Mas é importante destacar que esse suor não é um fator psicológico, é fruto da hiperidrose.

A hiperidrose pode ocorrer na pessoa em decorrência de algum outro problema de saúde. Ela passa então a se chamar hiperidrose secundária. Algumas doenças que podem causar ela são: câncer, derrame, doenças cardíacas e doenças pulmonares, por exemplo.

A doença não é muito rara. Muitas pessoas a possuem e nem mesmo fazem ideia disso. Na maior parte das vezes, ela é genética. Sendo herdada ao longo da família. Uma pesquisa feita pelo Instituto Ipsos e divulgada em fevereiro de 2013, mostrou que cerca de 10% dos brasileiros possuem hiperidrose.

Tramento além da cirurgia de hiperidrose

Antes de se realizar a cirurgia de hiperidrose, é recomendado que se tente resolver o problema com outras técnicas. Confira quais são:

- Antitranspirante: Os antitranspirantes tem a função de evitar a transpiração da pele, o que a deixa seca. Isso evita o suor.

- Iontoforese: O procedimento consiste em causar pequenos choques na pele para “apagar” as glândulas sudoríparas, responsáveis pelo suor. A técnica deve ser aplicada na mão e nos pés.

- Remédios: Existem algumas medicações que podem contribuir no tratamento para que sua em demasia. Porém é preciso ficar atento nos efeitos colaterais que podem ser desde a secura da boca até uma tontura.

- Botox: Para amenizar o suor, outra opção pode ser a aplicação de botox nas axilas. Mas também apresenta alguns efeitos colaterais. O indicado é conversar com o seu médico a respeito.

A cirurgia de hiperidrose

Se a hiperidrose se manifestar nas axilas da pessoa, ela poderá realizar a aspiração das glândulas sudoríparas. Uma cirurgia que dura cerca de 1 hora e onde são feitos dois cortes na região, pelos quais o cirurgião retira as glândulas. A recuperação é tranquila e deve-se ficar 24 horas sem erguer o braço e mais 5 dias sem realizar atividades físicas.

Se o foco da doença for em outra parte do corpo, é indicado a realização de uma cirurgia de hiperidrose chamada simpatectomia torácica. Os cortes são feitos no tórax do paciente. O procedimento também dura 1 hora, porém o período de recuperação é maior.

Se você está suando excessivamente, já viu que não precisa entrar em pânico, existem diversos tratamentos e em último caso a cirurgia de hiperidrose. Agora basta ver qual se encaixa melhor na sua situação.

Você gostou da matéria? Comente aqui embaixo! Curta a página Vivo Mais Saudável no Facebook. 

TAGS
cirurgia
bem estar
autoestima

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ