Clínica Geral

08/12/2015 01:27 - Atualizado em 11/12/2016 01:41

Cirurgia de estrabismo nem sempre resolve o problema

Procedimento contribui para a correção ocular, trazendo mais equilíbrio para a face.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A cirurgia de estrabismo visa à correção do alinhamento dos olhos. Esse procedimento é realizado em ambiente hospitalar e ajuda a dar mais equilíbrio aos músculos oculares. Porém, não resulta na melhora da visão

Nem todos os pacientes que têm estrabismo precisam da intervenção cirúrgica. Alguns conseguem tratar o problema com uso de óculos de grau. Para saber mais sobre os procedimentos, confira a seguir algumas dicas e informações importantes.

paciente se informa sobre cirurgia de estrabismo com médico

Como funciona a cirurgia de estrabismo

Estrabismo é caracterizado por qualquer desvio ocular. Essa modificação pode acontecer em qualquer direção - para dentro, para fora, para baixo ou para dentro.

O diagnóstico deve ser cuidadoso. Caso haja mudança no grau de visão de um olho para o outro, o médico pode estimular aquele com uma visão pior, durante o tratamento.

A cirurgia de estrabismo só é indicada após esses cuidados e algumas correções primárias. O procedimento utiliza microincisões que expõem os músculos extraoculares, responsáveis pela movimentação ocular. O procedimento tem como objetivo alterar o padrão desses músculos, enfraquecendo-os ou fortalecendo-os na chamada posição de ação.

Os riscos da cirurgia são similares aos de qualquer intervenção, como infecções e sangramentos. Além disso, visão dupla e diminuição da habilidade ocular também são possíveis efeitos adversos. Ainda assim, ao seguir os cuidados propostos pelo oftalmologista, há grandes chances de que esses problemas sejam corrigidos ao longo da recuperação.

Saiba Mais
Entenda os fatores que levam a miopia a regredir ou progredir
Entenda o que causa a presbiopia, a popular vista cansada
Transplante de córnea é alternativa para corrigir a visão

Cuidados antes e depois do procedimento

Os cuidados que antecedem a cirurgia de estrabismo são para garantir um diagnóstico correto. Diversos exames devem ser feitos para avaliar tanto a mobilidade ocular quanto a visão do paciente. A partir dessas conclusões, o especialista estará apto para escolher o melhor tratamento.

Após o procedimento, o paciente deve permanecer em repouso nos primeiros dias, pois sentirá a região dolorida. A vermelhidão local deve sumir em até três semanas, mas pode variar de acordo com o organismo de cada pessoa.

Alguns cuidados importantes durante a recuperação são usar os colírios prescritos pelo médico, assim como os medicamentos, que podem ser analgésicos ou antibióticos. Recomenda-se ainda evitar banhos de imersão ou natação nas primeiras semanas e voltar às atividades de trabalho ou estudo cerca de três dias após o procedimento.

A cirurgia de estrabismo deve ser realizada por um profissional qualificado. Por isso, pesquise e peça referências. Esse é um procedimento que, se feito da maneira correta, pode refletir positivamente, garantindo mais autoestima e qualidade de vida para o paciente.

Você tem estrabismo? Informe-se sobre as possibilidades de tratamento e desfrute de mais bem-estar. Aproveite para acompanhar outras dicas de saúde do Vivo Mais Saudável e leve uma vida mais leve e feliz.

TAGS
visão dupla
estrábico
problemas de visão
intervenção cirúrgica

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ