Clínica Geral

28/08/2015 04:53 - Atualizado em 28/11/2016 08:35

Cerveja faz bem à saúde: Conheça os benefícios

O consumo moderado da bebida fornece vitaminas do complexo B, potássio e cálcio ao organismo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quando o calor chega, muitas vezes cedemos à tentação de tomar cerveja. Apesar de estar associada ao ganho de gordura abdominal, a "breja", quando consumida moderadamente, beneficia o corpo mais do que você imagina.

O responsável pelos efeitos positivos da bebida é o lúpulo, planta que lhe dá o sabor amargo característico. Esse componente também é utilizado como opção medicinal no tratamento de insônia, nervosismo, dor de cabeça e falta de apetite. Confira a seguir sete benefícios do consumo controlado de cerveja.

maquina de cerveja

Segundo Débora Vargas, nutricionista pós-graduada em Ciências do Esporte e Nutrição Clínica Funcional, a versão da bebida que pode ser considerada a mais saudável é a que apresenta zero teor alcoólico.

Segundo a especialista, o limite de consumo é um tanto abrangente e depende das características de metabolismo de cada pessoa. “Por exemplo, existe alguma doença crônica? Como são os hábitos alimentares? Os riscos do consumo excessivo de álcool estão potencializadas no indivíduo diabético”, aponta.

Benefícios da cerveja

A nutricionista lembra que a cerveja pode ser feita de cevada, trigo, arroz e lúpulo, apresentando propriedades antioxidantes. “Pode contribuir para o controle da hipertensão, propriedade atribuída ao lúpulo, planta presente no processo de fermentação da cerveja”, destaca.

Saiba Mais
Conheça os efeitos do álcool no organismo
Risco de câncer digestivo aumenta com consumo de álcool
Conheça os principais tipos de vinho e seus benefícios

A bebida contém algumas vitaminas do complexo B, responsáveis por sintetizar moléculas de lipídeos e queimar carboidratos. Além disso, o ácido fólico aparece como um de seus componentes e é responsável pela regulação dos processos celulares e da síntese do DNA.

A breja também fornece uma quantidade de magnésio equivalente a 12% do que uma pessoa necessita diariamente. Esse mineral possui função na contração muscular e na composição sanguínea.

O potássio e o cálcio também se fazem presentes na ceva, e podem ser considerados como agentes da manutenção de bons níveis de densidade óssea no organismo.

Em 2014, no 7º Congresso Europeu sobre Cerveja e Saúde, realizado em Bruxelas, na Bélgica, cientistas destacaram os efeitos benéficos para a saúde do consumo moderado de cerveja, entre eles a prevenção de problemas cardiovasculares e respiratórios.

cerveja infografico

Cuidados no consumo

Débora lembra que a cerveja apresenta água em sua composição, e também um teor alcoólico bastante reduzido em relação a outras bebidas, como o uísque, por exemplo. Entretanto, esse fator pode contribuir para que o consumo seja exagerado.

A nutricionista afirma que o álcool abre o apetite. “Quando bebemos, acabamos comendo mais do que gostaríamos. O álcool 'solta as rédeas' e, com isso, permitimo-nos mais em vários sentidos”, alerta. Além disso, o consumo acentuado de cerveja também contribui para o ganho de calorias.

Por fim, a profissional alerta que, embora o consumo de álcool traga sensação de bem-estar, ele pode criar um círculo vicioso, no qual a bebida é buscada como forma de relaxamento. Moderação é tudo!

Qual é a melhor ocasião para aproveitar uma cervejinha bem gelada? Deixe sua opinião nos comentários! E confira mais dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
benefícios da cerveja
álcool
hipertensão
gordura

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ