Clínica Geral

14/05/2015 08:08 - Atualizado em 04/12/2016 11:25

Causas da depressão podem ser genéticas

O histórico familiar é um dos fatores que mais contribuem para o desenvolvimento da doença.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A depressão é uma doença de origem neurológica que apresenta vários sintomas, como tristeza profunda, falta de motivação e desânimo frequente. Esses sinais variam de acordo com as causas da depressão e a gravidade do problema.

Aproximadamente 20% da população mundial já teve depressão em algum momento da vida. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, até 2030, essa será a doença mais comum do mundo, afetando mais pessoas que qualquer outro problema de saúde.

causas da depressao

Principais causas da depressão

Esse distúrbio do sistema nervoso é comum e muitas pessoas convivem com o problema sem diagnosticá-lo, pois as causas da depressão são diversas e as formas como ela se manifesta, também. É mais frequente em mulheres que em homens, mas pode surgir em qualquer pessoa, independentemente do sexo, da idade ou da condição social.

As causas da depressão estão relacionadas a uma disfunção de algumas substâncias químicas do cérebro, como, por exemplo, o neurotransmissor serotonina. Fatores que contribuem são aspectos psicológicos e sociais - como acontecimentos traumáticos -, biológicos - como alterações hormonais - ou, ainda, genéticos.

O histórico familiar é considerado uma das causas da depressão que têm forte influência para o desenvolvimento da doença. Se um ou ambos os pais tem ou tiveram depressão, o filho apresenta chances bem maiores de também sofrer com essa patologia.

Isso acontece devido a uma alteração genética que causa vulnerabilidade biológica hereditária. Ou seja, a pessoa se torna mais vulnerável a situações estressantes, que provocam uma queda dos níveis de serotonina.

Os principais eventos de tensão que são responsáveis por desencadear a depressão são a perda de entes queridos, fim de um relacionamento, demissão, sofrimento com doenças crônicas, traumas como violência e abuso sexual, dificuldades financeiras, uso de remédios com efeitos colaterais, dependência de álcool ou de drogas, entre outros.

Como tratar as causas da depressão

O primeiro passo para combater a doença é descobrir as causas da depressão, tratando assim a origem do problema. Para isso, o paciente deve procurar um profissional da saúde qualificado para avaliar o caso e determinar qual é o melhor tratamento.

Além das sessões de terapia e de medicamentos antidepressivos, que são as medidas básicas recomendadas pelos médicos, alguns cuidados com alimentação e hábitos saudáveis também ajudam a aliviar os sintomas de um quadro de depressão.

É indicado consumir alimentos que contenham ômega 3, como salmão, anchova e sardinha, pois são fontes naturais de antidepressivos. Vegetais de folhas verdes, frutas, feijões e cereais possuem vitamina B, que também proporciona prazer e ajuda a aliviar a tristeza.

Além de manter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas regularmente também ajuda a melhorar os sintomas. Pode ser caminhada, corrida ou um esporte mais pesado. Qualquer exercício, principalmente os aeróbicos, libera substâncias no cérebro que ajudam a aliviar o estresse e aumentar o bom humor.

A meditação é outra atividade indicada, pois ajuda a relaxar e a eliminar os pensamentos e sentimentos ruins. Uma das formas mais simples de meditar é sentar-se numa posição confortável com os olhos fechados, o que permite concentrar-se na respiração.

Com essas dicas, é possível não só complementar o tratamento da depressão, mas também evitar algumas das causas, tornando-se menos vulnerável a situações estressantes.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de continuar acompanhando as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
genética
depressão
tristeza profunda
hábitos saudáveis

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ