Clínica Geral

30/09/2014 03:24 - Atualizado em 04/12/2016 09:46

Catarro pode indicar diferentes tipos de infecção

Textura, cor e cheiro do catarro são muito importantes no diagnóstico de doenças.

POR Redação

Você sabia que o catarro tem a função de proteger as vias aéreas? O excesso de catarro, porém, pode ser sinal de diversas doenças e exige um diagnóstico cuidadoso.

catarro

O catarro e as doenças

O catarro existe naturalmente, mas não possui cor nem cheiro. Em situações de contaminação por algum vírus ou bactéria, porém, podemos adoecer e a sua textura pode mudar, ganhando uma cor diferente e apresentando um odor desagradável.

Confira como é a textura e cor do catarro em cada uma das doenças e que problemas pode indicar:

- Sem cor e sem cheiro

Não costuma significar nada. É o muco natural que temos em nossas vias áreas para protegê-las.

- Branco, com textura grossa e sem cheiro

Pode significar alguma desidratação no corpo. Nada que boas doses de água não resolvam.

- Amarelo e com textura grossa

Costuma significar o início de alguma infecção respiratória, como sinusite, laringite e rinite. O ideal nesses casos é repousar e se hidratar. A consulta médica só será necessária caso os sintomas se intensifiquem ou persista por mais de uma semana.

- Amarelo/verde, textura grossa e com um pouco de cheiro

Quando o catarro atinge um visual amarelo esverdeado é preciso realizar uma consulta médica. Pois, nesses casos, pode ser uma infecção bacteriana.

- Amarelo escuro, textura grossa e cheiro mais chamativo

Nessa situação, a infecção pode ser mais séria. Corre-se o risco dela ser no pulmão ou uma pneumonia. É imprescindível que se vá ao médico.

- Marrom, textura grossa e cheiro mais chamativo

Devido à coloração em tom de marrom, pode significar que ocorreu algum sangramento. As possibilidades são infecções bastante sérias

Infecção e tratamento do catarro

O período em que as bactérias e os vírus sobrevivem no muco é de três a cinco dias. Por isso o contágio da doença é bastante comum. Tossir ou espirrar perto de alguém que esteja saudável poderá transmitir a doença.

A forma ideal de eliminar o catarro em excesso no nosso corpo é a mais natural possível: a tosse. Através dela estaremos eliminando tudo o que está em demasia no nosso organismo. Porém é preciso que o processo seja natural. Forçar a tosse poderá apenas trazer dores musculares e até vômitos.

Outra opção bastante viável é beber bastante água. Caso o muco seja bastante denso, o líquido ajudará ele a se dissipar e será eliminado também de forma natural.

O catarro é um elemento natural do nosso corpo. Se contido em exagero ou se infectado por vírus ou bactérias, porém, poderá causar problemas mais graves. É preciso estar atento à sua saúde e evitar que qualquer complicação oriunda do muco ocorra. Esteja sempre hidratado, descansado e se necessário for, consulte a opinião de um profissional.

E então, ficou antenado nas nossas dicas sobre catarro? Deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
infecção
saúde

Comentários