Clínica Geral

26/10/2015 03:34 - Atualizado em 18/11/2016 02:37

Carne processada entra na lista de alimentos cancerígenos da OMS

Segundo relatório divulgado pela organização, alimentos como salsicha, bacon e presunto contribuem para a doença.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em estudo divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), produtos como salsicha, linguiça, bacon e presunto são apontados como alimentos cancerígenos. Segundo os dados, o consumo excessivo desses itens aumenta consideravelmente o risco de vários tipos de câncer, principalmente do intestino.

Com isso, busca-se a conscientização de todos para limitar a ingestão de carnes processadas e de outros alimentos cancerígenos, diminuindo, assim, a incidência da doença. Saiba mais.

Perigos dos alimentos cancerígenos

O novo relatório da OMS, desenvolvido pela Agência Internacional de Pesquisa do Câncer (IARC), afirma que carnes processadas - como salsicha, linguiça, bacon e presunto - são alimentos cancerígenos, tornando-se um fator de risco certo para a doença. Além de ligações com o câncer de intestino, também foram observadas associações com tumores no pâncreas e na próstata.

carnes processadas são alimentos cancerígenos

A IARC define carne processada como produtos transformados por salgamento, curagem, fermentação, defumação e outros processos para realçar o sabor ou melhorar a preservação. Também foi abordado que o risco de desenvolver câncer devido ao consumo desse tipo de comida aumenta de acordo com a quantidade consumida.

Esses alimentos cancerígenos foram colocadas na lista do grupo 1 de carcinogênicos (produtos capazes de provocar câncer), que já inclui tabaco, amianto e fumaça de diesel. Aponta-se que há evidências suficientes de ligação com o câncer.

Os resultados foram baseados em mais de 800 estudos que tratam da associação de cerca de 12 tipos de câncer ao consumo de carne processada em países e populações de dietas variadas. Estima-se que cada porção diária de 50 gramas de aumente o risco da doença em 18%.

Conforme dados da OMS, o câncer de intestino é o segundo mais diagnosticado em mulheres e o terceiro em homens, sendo responsável pela morte de 694 mil pessoas por ano no mundo.

Saiba Mais
Conheça 7 razões para adotar os alimentos orgânicos em suas refeições
Descubra como tirar agrotóxicos dos alimentos
Marcadores tumorais indicam a presença de câncer no organismo

Além da carne processada, a carne vermelha também foi apontada pelo relatório como um fator de risco provável. Nesse grupo, são consideradas partes de boi, porco, carneiro, bode e cavalo. A carne vermelha foi classificada como um carcinógeno e entrou na lista do grupo 2A, que contém o glifosato, princípio ativo de muitos herbicidas.

Ao contrário das versões processadas, que apresentam evidências suficientes de que causam câncer, a carne vermelha contém evidências limitadas. Mesmo assim, acredita-se que as descobertas sobre alimentos cancerígenos reforcem a orientação do consumo limitado entre humanos, sem esquecer que o alimento também tem valores nutricionais.

Outros alimentos considerados cancerígenos

Atualmente, a quantidade de conservantes e outros ativos químicos adicionados à composição dos alimentos acaba tornando muitos deles perigos para a saúde. Entre os produtos que podem aumentar os riscos de desenvolvimento de câncer estão os refrigerantes, que, além de conter muito sal em forma de sódio, possuem também alta concentração de adoçantes.

Outros alimentos que entram na lista são as frutas e verduras com agrotóxicos, aditivos que provocam vários problemas de saúde em quem tem contato direto com essas substâncias. O consumo de sódio, açúcares e gorduras em excesso também é um fator de alta contribuição para o aparecimento de diversas doenças, inclusive o câncer.

O que achou do artigo? Deixe seu comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
causas do câncer
embutidos
salsicha
bacon

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ